*Contém spoilers da 3ª temporada de Torchwood* Um dos  novos roteiristas de Torchwood em sua quarta temporada, John Fay, deu umas palavrinhas sobre o...

*Contém spoilers da 3ª temporada de Torchwood*

Um dos  novos roteiristas de Torchwood em sua quarta temporada, John Fay, deu umas palavrinhas sobre o que podemos esperar do programa .

Em uma entrevista ao site ScyFilove, Fay comentou sobre a morte de Ianto Jones (Gareth David-Lloyd), um dos fatos que mais dividiram opiniões e que ocorreu durante  Children of Earth: Day Four, episódio escrito justamente por ele.

Russell queria que aquilo acontecesse, apesar de eu ter escrito aquilo. Era a  coisa certa a ser fazer naquele ponto da história  e que deu ao último episódio a força e o impacto que ele teve. O bom de Torchwood e das histórias do Russell é que nunca sabemos se os heróis irão sobreviver, e isso foi a maior prova que poderíamos ter! Isso cria uma aura de tensão no programa e deixa todos imaginando o que pode ocorrer durante a história.

Perguntado se Ianto teria chance de retornar na nova temporada, Fay respondeu  misteriosamente:

Não posso responder isso, vocês terão que assistir e conferir com seus próprios olhos.

Fay também conversou um pouco mais sobre a quarta temporada, que, de acordo com ele,  tem tudo para superar CoE:

Estou ansioso por New World. Como tudo na vida, você pode se dar por satisfeito com o que já fez ou tentar alcançar resultados ainda melhores. É isso que Russell tem feito. Em Children of Earth ele conseguiu o que tinha em mente, mas os planos para New World são ainda mais ambiciosos. Ainda é cedo, mas pelo que tenho conversado com os outros escritores e com o Russell, acho que temos tudo para elevar Torchwood a um novo patamar.

Traduzido e adaptado de: Doctor Who TV

Universo Who

Publicações feitas por colaboradores que em algum momento fizeram parte da história deste site desde 2009, mas que não mais fazem parte do projeto.

  • Paty

    setembro 11, 2010 #1 Author

    Ah, eu super choquei com a morte de Ianto, adorava o shipper com Jack e ficaria feliz se ele voltasse. Agora, sendo realista, Jack tem uma vida longa [não acho que imortal seja a palavra], não dá para se iludir achando que ele vai ficar sempre com a mesma pessoa, pois todos vão envelhecer e morrer um dia e ele sempre fica para trás. Acho que esse conflito do personagem é que o torna tão interessante e as perdas fazem parte disso, creio.
    Sobre a série mesmo, estou gostando do que estão dizendo até agora. No começo achei que deixariam de lado muita coisa das temporadas anteriores e praticamente fariam algo novo nos EUA, mas pelo jeito será uma continuação mesmo e bem grandiosa. Tomara que seja boa. =]

    Responder

  • reynaldo

    setembro 11, 2010 #2 Author

    Em se tratando de sci-fi tudo pode acontecer, vamoss aguardar essa temporada e ver no que da, eu estou um pouco ansioso por torchwood, assim como tbm estou ansioso por dr who e sarah jane em suas novas temporadas

    Responder

  • Bianca Cavani

    setembro 11, 2010 #3 Author

    Pois, para mim, o legal é o impacto, o assombro, o inesperado. A maioria dos filmes/série de entretenimento sabemos invariavelmente qual é o fim, o final clichê. Mas Children of Earth desafiou esse modelito pronto. Quebrou um tabu, a saber, as criancinhas sempre saem ilesas dos perigos – em todos os filmes em que uma criança foi raptada ou alguma coisa do gênero a gente sempre sabe que o assassino não vai matá-la, é a coisa mais previsível do mundo. Então, Jack sacrificar o neto (o seu bem particular) em favor da maioria (o bem geral) foi uma puta ruptura no cânone cultural.
    Quanto ao adorável Ianto, é claro que todo o mundo o adorava; sua morte foi impactante, como, ademais, a morte de Owen e Toshiko. Agora, ficar de mal com o Russell por causa disso, ah, fala sério! Amaldiçoar Shakespeare porque Hamlet morre (ih, perdão pelo spoiler, rs) no fim?

    Responder

  • adriana2402

    setembro 12, 2010 #4 Author

    Já está na hora das viuvas do Ianto se conformarem e sair do luto. A vida segue.

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *