Steven Moffat conversou com a Digital Spy sobre seu recente prêmio no BAFTA. Falou sobre Doctor Who, inclusive sobre a mudança da data da 7ª temporada,...

Steven Moffat conversou com a Digital Spy sobre seu recente prêmio no BAFTA. Falou sobre Doctor Who, inclusive sobre a mudança da data da 7ª temporada, a nova companion e tentou manter segredos.

Como foi se despedir de Karen e Arthur?

“Foi invrivelmente triste. Não podemos esquecer que o público perderá pessoas que eles veem por alguns meses do ano, Karen e Arthur estão saindo de algo que ficaram envolvidos todos os dias por alguns anos. Não é só uma mudança profissional, é uma mudança pessoal.

Estou tentando não ver isso como uma demissão, mas uma grande parte da vida deles mudou. Tento ver as coisas do ponto de vista que Karen e Arthur, e do Matt Smith – pessoas que você via todos os dias e tornaram-se parte de sua família, estão indo embora, nunca estarão mais nesse lugar da sua vida novamente.

É uma mudança importante – pessoal e humana. As pessoas não devem subestimar o quão triste é para todos os envolvidos. Não digo triste no sentido de tragédia – não é uma tragédia! Mas é uma grande mudança  – é alguém mudando de sua casa, essa é grandeza disso.”

Haverá cinco episódios de Doctor Who nesse Outono (Primavera aqui no Brasil), e um especial de Natal, depois mais oito episódios em 2013 – qual o pensamento por trás dessa estrutura?

“Não sei, nessa ocasião, que pensamento me ocorreu. Sempre foi favorável a qualquer coisa que coloque a série para cima. Acho que essa decisão veio da BBC.

Mas estou de acordo com algo que agite o padrão de transmissão, o jeito que entregamos para o público e o tempo que os fazemos esperar, faz de Doctor Who um evento.

Quanto mais Doctor Who torna-se duradouro, mas rápido começa a morrer. Você deve agitar as coisas, tem que manter as pessoas na expectativa e imaginando quando voltará.

Então manter Doctor Who como um evento, e nunca fazer as pessoas sentirem, ‘Oh, é amável, o velho e confiável Doctor Who – ele voltará esse ano, nessa época do ano’. Uma vez que começa a fazer isso, lentamente, torna-se um ornamento adorável na sua casa – finalmente invisível. E não quero que chegue a isso.”

Há muitos segredo sobre a nova companion – quando podemos esperar descobrir quem Jenna-Louise Coleman será?

“Natal! Mas não espere saber tudo! Temos uma boa estória e há algumas surpresas nela. Estou empolgado com isso. Acho que faremos algumas coisas engraçadas.”

Você espera manter em segredo a identidade da nova companion até o espisódio de Natal realmente ir ao ar?

“Nós não podemos esconder tudo, porque as pessoas vão nos perseguir com câmeras e pedacinhos de informações do roteiro e filmagens de celulares. Alguma coisa escapará. Mas nós somos bastante astutos, então vamos esperar e ver.

Novamente, eu falo para uma grande parte do público evitar spoilers e estou absolutamente certo de que terão uma melhor experiência com o programa. Como sempre digo, se pudesse filmar no lado escuro da lua, filmaria, mas não podemos fazer essas coisas.”

E há planos para o aniversário de 50 anos de Doctor Who?

“Sim, há. Tive uma reunião a respeito disso no começo da semana!”

#Moffattroll

Fonte

Fonte

Jéssica Laíse

Uma guria viciada em seriados, esportes e música. Nasci em 23/11/1991, coincidência? Moro no interior de São Paulo, mas vivo sonhando com as terras do pampa gaúcho.

  • Anderson Nunes

    maio 21, 2012 #1 Author

    poderia ser esse especial um filme? Isso seria FANTÁSTICO!!!

    Responder

  • Raphael Belmont

    maio 22, 2012 #2 Author

    Mudança sangrenta? Acho que você precisa aprender algumas expressões em inglês britânico, Jéssica… just saying.

    Responder

  • Jéssica Laíse

    maio 23, 2012 #3 Author

    Ok Raphael. Desculpe-me se nãosou tão boa assim no inglês britânico. Por que tu não me diz como fica, daí eu arrumoe de quebra aprendo um expressão britanica? Obrigada desde já pela ajuda.

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *