Por Arlane Gonçalves Quanto maior a lápide, maior o soldado. Steven Moffat, desde seu começo como showrunner, nunca economizou no quesito importância de suas companions....

Por Arlane Gonçalves
doctor

Quanto maior a lápide, maior o soldado.

Steven Moffat, desde seu começo como showrunner, nunca economizou no quesito importância de suas companions. Amy Pond não era apenas uma menina… ela era a menina que trouxe o Doctor de volta com a força de sua lembrança. Ela era a menina cuja imaginação foi molde para o mundo todo. Ela era a menina que deu à luz a assassina e esposa do Doctor.

Clara Oswald não podia ficar para trás. Ela é a menina que salvou o Doctor em diversos pontos de sua vida, mesmo que ele não notasse. Em outras palavras, ela é o Doctor do Doctor. E nessa história, tivemos o prazer de ter a “participação” de diversas encarnações do Time Lord.

O First foi aconselhado pela jovem a roubar a Type 40 Tardis, o Third estava sendo chamado enquanto dirigia seu Bessie (The Five Doctors), o Fourth era perseguido por ela em Gallifrey (The Invasion of Time), o Fifth foi encontrado preso (Arc of Infinity), o Sixth ela tentava encontrar na Tardis, o Seventh ela tentou impedir que caísse num precipício (Dragonfire), o Second e o Eighth ela perseguiu, e o Tenth foi observado enquanto estava na CAL’s Library (Silence in the Library).

Este foi o episódio com o maior número de Doctors até o momento, totalizando doze encarnações. Devo registrar aqui minha admiração. Claro, se com somente um Doctor na tela o coração whovian já vibra, imagina com esse tanto aparecendo de uma só vez. Porém devo dizer também que fiquei com um tantinho de receio.Vamos combinar que é um privilégio grande demais para uma companion interagir até com as encarnações da série clássica. Seu nível de responsabilidade aumentou infinitamente, Clara Oswald.

Não que a Soufflé Girl não corresponda à “tarefa” que lhe foi “dada”. Mesmo com a ciência de que morreria, de que seria partida em “um milhão de pedaços”, ela se sacrificou para salvar o Doctor.

If this works, get out of here as fast as you can. And spare me a thought now and then. In fact, you know what? Run. Run, you clever boy. And remember me.

As cópias de Clara não ficaram totalmente idênticas. Apenas a Clara vitoriana parece ter o nome completo “Clara Oswin Oswald”, enquanto a Clara de Asylum se chama “Oswin Oswald” e a contemporânea “Clara Oswald”. Cada Clara, no entanto, nasceu e viveu uma “vida normal” em seu meio, incluindo a que nasceu e viveu em Gallifrey. Todavia, nunca devemos nos esquecer: O suflê não é o suflê, o suflê é a receita.

Em relação ao Doctor, somente a vitoriana e a moderna é que parecem não saber quem é o Time Lord quando o conhecem. O restante sabe quem é ele enquanto ele não a reconhece.

p0195wkk

 

Aliás, The Name of the Doctor foi todo sobre sacrifício. Primeiro, o Time Lord cedeu e foi à Trenzalore porque seus amigos — que sempre o ajudavam sem questionar — precisavam dele. Depois, Clara se sacrificou para salvá-lo. E por fim, ele se sacrificou para salvá-la. Quer dizer, a gente já sabe que tudo em Doctor Who é sobre sacrifício e salvação. Mas este episódio sem dúvida foi um expoente em tais quesitos.

Um ponto que é importante citar aqui, é que essa trama não é nova. O Doctor já foi prematuramente morto antes, e, assim como em Name, as estrelas sumiram e suas ações foram desfeitas (Turn Left).

Agora, o que foi de partir mais ainda o coração foi rever River Song. Cá entre nós, eu ainda estou no estado de negação e não quero acreditar que ela nunca mais aparecerá. Mas é inegável que o tempo dela tenha chegado ao fim. Vale lembrar que despedida deles foi um “até a próxima”, já que o Doctor (o mais sensível da relação!) não suportava dizer adeus, não sabia como dizer adeus. Foi um nível de dor quase imensurável. Ele preferia fingir que não a via do que mostrar que a via e ter que se despedir. E ela, pensando que não era vista, não saía de perto dele esperando o seu adeus. Mal dá para acreditar que esta extraordinária história de amor — que cruzou o universo e o tempo — tenha realmente acabado.

river-song

Goodbye, sweetie.

Ainda em relação à River, eu esperava ver o momento de o Eleventh enviá-la para a biblioteca, onde ela encontra o Tenth e morre (Silence in the Library). Juro que não é desculpa para vê-la novamente (mentira), mas eu queria saber o porquê de o Time Lord enviá-la para lá. Aqui apareceu apenas um eco dela, e sua ida para a biblioteca já tinha acontecido (certamente depois de The Angels Take Manhattan e antes de The Snowmen). Será que DW vai nos contar essa história toda?

Tenho que mencionar também a possibilidade de viajar no tempo em sonho, um recurso que, acredito, veremos mais daqui pra frente. O problema dele é que o viajante fica desprotegido enquanto está inconsciente, fato que Jenny, Vastra e Strax vivenciaram por causa da “conference call”. E que agonia foi a cena de Jenny desesperada (sendo assassinada!) e Vastra sendo rude com ela.

E já que estamos falando de morte, vamos comentar sobre como Moffat fez a festa com a The Impossible Girl. Até um poema pelas suas trocentas mortes os Poetas Men Whisper Men recitaram: “The girl who died / He tried to save / Will die again / Inside his grave“. Isso lembra o que o Silence disse sobre Rory em The Wedding of River Song: “the man who died and died again will die once more“.

A impressão que tive é que Whisper Men parece uma evolução do Silence. No entanto, apesar de esta ser a primeira aparição dos cochicheiros na série, eles se parecem muito com outro vilão: The Trickster (o maior inimigo de  Sarah Jane Smith em The Sarah Jane Adventures). Isso pode sugerir que eles — e consequentemente a Great Intelligence — estão associados com o Trickster.

whisper-men

Whisper Man e The Trickster, respectivamente

Os Whisper Men serviram como “base corporal” para a Great Inteligence que, por sua vez, usou o poder “metamorfo” de seus aliados para se transformar na figura de Walter Simeon. Como são novos vilões, pouco ainda sabemos sobre eles. Mas, pelo que vimos, deu para perceber que eles podem matar com sussurros, além de falarem em dísticos rimados, embora suas bocas não se movam em sincronia com o que dizem.

Achei muito perfeita a forma como a série retratou o túmulo do Doctor. Nada mais sensato do que não ter um corpo lá dentro, afinal, como a série é infinita, ninguém sabe qual será o último corpo do Doctor e se é que haverá um último corpo do Doctor. Então, para dar vazão à isso, eis que encontramos feixes de luz lá dentro, que retratam a jornada do Time Lord através do tempo e espaço. Quer dizer, se for pra falar em tom de poesia, no clima dos Whispers, vale afirmar que a luz era “os rastros das lágrimas do Doctor”.

O conceito de que viagem no tempo deixa cicatrizes no universo foi citado na descrição dos horrores da Time War mencionada pelo Doctor e um dos membros do High Council  (The End of Time). Ambos sugeriram que a escrita e reescrita do tempo durante a guerra criou os “horrores” como um efeito colateral indesejado.

Aquilo é o tecido de minha jornada através do universo. Meu caminho pelo tempo e espaço, de Gallifrey até Trenzalore.

Também foi notável a forma como a porta do túmulo foi aberta. A profecia do Silence — The silence will fall — realmente se concretizou e o nome do Doctor foi pronunciado em Trenzalore. No entanto, não foi através da boca do Time Lord. Fiquei impressionada no quanto ele resistiu, e fico imaginando, se não fosse por River, até onde ele teria deixado os Whisper Men irem. O fato é que os cochicheiros estavam matando seus amigos. Strax já estava com uma mão enfiada em seu coração e vimos que qualquer tentativa de defesa não resolveria nada.

Além disso, depois do momento em que ele resgatou Clara, e o Doctor que “quebrou a promessa” apareceu, pudemos ver o quanto o Eleventh condenou a atitude de sua futura encarnação… mesmo depois que ele se justificou  dizendo que fez o que fez em nome da “paz e da sanidade”.

No final das contas, exatamente como diz o prequel She Said, He Said, depois de Trenzalore, os dois sabem (quase) tudo um sobre o outro. Clara é a companion da série atual que mais conheceu o passado do Doctor, e o Senhor do Tempo finalmente descobriu o mistério de sua garota impossível e o porquê de conhecer e perder tantas Claras. Nunca antes tivemos uma dinâmica Doctor-companion assim. Ela não só o conhece bem como fez parte de toda a sua vida. E outra coisa: se ela relembrou os acontecimentos de Journey to the Centre of the TARDIS, ela se lembrou do nome do Doctor. Quero muito ver como DW tratará Clara Oswald daqui por diante. Certamente ela não será apenas mais uma garota viajando na Tardis.

Mas nem só de drama foi The Name of the Doctor. Eis que Moff ainda achou um jeito de caprichar no lado cômico, a começar pela cena do Doctor sendo trapaceado pelos meninos e achando que poderia ser eleito o babá do ano:  The little daleks!. Teve também River conhecendo Clara. Clara ficou toda desconcertada, mas River nem fez questão de esconder o ciúme e o olhar intimidador. Vastra chamou Oswald de companion… e teve que voltar atrás porque não queria ser fuzilada pelos olhos de uma mulher despeitada, pobrezinha. Strax estava em seu dia de comediante. Seu eterno lado violento e incapaz de distinguir fêmeas de machos sempre darão boas risadas. Boa mesmo foi a hora em que o Whisper estava com a mão em seu coração e ele querendo dar uma de vitorioso: “Why did you open the door, sir? I had them on the run!“. Ah, Strax.

Agora, um minuto de pausa. E a cena  em que o Doctor deixa es-ca-pu-lir para Clara que River, a defunta que fala, é sua esposa? Ah, meu deus, como eu ri. E pensar que os meninos Maitland chamam o Doctor de namorado da moça…

Olhando por aí nos Tumblrs da vida, vi uma interpretação sapeca do minuto 00:26:40. Esta é a hora em que Walter pergunta DOCTOR WHO?, o Doctor grita Please! e a porta se abre… daí, saiu até fan art fazendo piada da situação…

dw-please

via Life in Tardis

Mas também vi um comentário fofo. Tem gente que entendeu o Please! como um pedido para River, para que ela pronunciasse o nome dele e ele não precisasse fazê-lo. Ah, coração.

Para finalizar, vamos refletir sobre “They’re soldiers, the bigger the gravestone, the higher the rank.”. Que fala mais Doctor Who, não é? Achei fantástico que logo que o Doctor acabou de falar isso, a Tardis apareceu imensa, “vazando” o bigger on the inside enquanto morria. Tem como ser mais poético, triste, alienígena, estranho e épico? Não tem. Nunca que a gente imaginou que um dia ficaríamos de coração apertado por ver uma caixa azul “morrer” na televisão. Doctor Who não tem jeito. Doctor Who é simplesmente única.

 

Observações:

No Especial de 50 Anos não teremos um Doctor… teremos DOCTORS do passado e um Doctor do futuro. Brace yourselves.

# E quem foi mesmo a mulher que deu o número da Tardis para Clara?

# O endereço da casa dos Maitland (onde Clara é babá) foi revelado: 30 Oak Street, em Chiswick. Adivinha qual companion também viveu em Chiswick? Dica: começa com Donna e termina com Noble.

letter-clara

# Ponds Forever: quando o Doctor conecta a memória de Clara com a Tardis através da mão da moça, ele garante “This won’t hurt”, apenas para segundos depois dizer na maior cara lavada “I lied”. Quem já falou isso antes? Quem? Quem? Rory para o pai (Dinosaurs on a Spaceship) e River para a mãe (The Time of Angels).

# A fala do Doctor “Há um momento para viver e um momento para descansar” lembrou uma passagem da Bíblia, no livro de Eclesiastes 3:1-8: Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar; Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar; Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar; Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora; Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar; Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz. 

# Enquanto está na timeline do Doctor, Clara grita “I don’t know where I am!”, lembrando a fala chave de The Bells of Saint John e de sua cópia em Asylum of the Daleks.

# A cena do Tenth na biblioteca não apareceu na versão da BBC America.

# Os Whisper Men se referem ao Doctor como “the man who lies”. Em A Good Man Goes to War, Colonel Manton também se refere à ele assim. Já em The Wedding of River Song, River fala para Amy que a primeira regra do Doctor é “he lies”.

# Im-pa-gá-vel a cara de Jenny, Vastra e Strax embasbacados enquanto o Doctor beijava uma River invisível.

1 2

3 4

# Na cena onde todos entram no túmulo, o Doctor direciona a screwdriver para o feixe de luz e falas de suas encarnações podem ser ouvidas. São elas:

* O First pergunta “Have you ever thought what it’s like to be wanderers in the fourth dimension?” para Ian e Barbara (An Unearthly Child)

* O Sixth fala “Daleks, Sontarans, Cybermen! They’re still in the nursery compared to us,” para os Time Lords (The Trial of a Time Lord).

* O Second fala “There are some corners of the universe that have bred the most terrible things” (The Moonbase).

* O Fourth fala “Do I have the right?” para Sarah Jane Smith (Genesis of the Daleks).

* O Ninth fala “Absolutely fantastic.” (The Parting of the Ways).

* O Tenth se apresenta em Voyage of the Damned.

* O Fifth fala “So you see” para Stotz (The Caves of Androzani).

* O Eleventh fala “Hello Stonehenge!” (The Pandorica Opens).

* O Third fala “It was the daisiest daisy I’d ever seen” para Jo Grant (The Time Monster).

# Uma fan art bem humorada sobre The Name of the Doctor (via Chelsea Taylor):

large

 

(Obrigada por não ter nomeado o nosso Doctor, Moff.)

Universo Who

Publicações feitas por colaboradores que em algum momento fizeram parte da história deste site desde 2009, mas que não mais fazem parte do projeto.

  • Mistress Ainley

    maio 21, 2013 #1 Author

    NINUÉM garante que o novo Doctor é futuro. Tá mais pra um passado…
    Ressaltando tb que nesse episódio, o Doctor fala uma frase que ele diz em “Castrovalva” quando está tendo problemas com a regeneração:
    http://jonpertwee.tumblr.com/post/50782836249/castrovalva-the-name-of-the-doctor

    Responder

    • Janine

      maio 22, 2013 #2 Author

      Verdade, além disso, não tem como este Doutor conhecer a sua próxima regeneração. Se nem a sala de controles da Tardis ele tem como saber, imagina seu próximo corpo.

      Responder

    • Rafael

      maio 22, 2013 #3 Author

      Eu acho que esse novo Doctor pode ser do futuro, afinal (posso estar enganado), pelo que eu entendi, o Doctor passou pelos feixes de luz que seriam seu túmulo, que continham todo seu passado e todo o seu futuro, então, a partir daquele momento, ele poderia saber tudo que aconteceria dali para frente

      Responder

      • Pedro H C Sousa

        maio 27, 2013 #4 Author

        O feixe de luz era o próprio futuro do Doctor, degennerado e morto. Não haveria outro futuro depois de Trezalore pois lá seria o fim do doutor. O que parece é que o Doutor que apareceu na verdade seria algo entre o 8º e o 9º doutor e representa alguma quebra de conduta do próprio doutor, daí merecendo o castigo de ser esquecido.
        Aliás, vocês se lembram de qual o maior pesadelo do Doutor???

        Responder

    • Lander

      maio 26, 2013 #5 Author

      também acho que é o doctor do passado. na verdade, na internet tem gente falando que é o “doctor zero” tipo, como ele disse, o que usava o nome antes de ter escolhido doctor.

      Responder

  • Feula

    maio 21, 2013 #6 Author

    O nome do doutor deveria ser Justin.

    Justin Time.

    Responder

  • larissa

    maio 21, 2013 #11 Author

    não sei como pode ter gente que não gosta do Moffat, esse episodio foi tipo uma declaração de amor a serie, homenageou lindamente a serie clássica e a atual,e não inventou um nome para o doctor (que dês do inicio eu tinha certeza que ele arrumaria um jeito de não contar para o publico)o que demonstra muito respeito, os roteiros dele são excelentes (cruéis as vezes, é verdade) mas não sei mais o que pedir dele alem disso.

    obs, ainda acho que tem algum motivo para a Clara ser uma hacker, e acho que ela é uma hacker para tirar a River do computador da biblioteca(na verdade torço por isso, pq comecei a gostar da River aos 45 do segundo tempo…kkkkkk)

    Responder

    • João Sol

      maio 21, 2013 #12 Author

      Sem dúvida os episódios do moffat lideram a lista dos melhores desde a volta da série. Mas você há de concordar que o final da 6° temporada deixou muito a desejar, apesar da temporada ter sido muito boa (a minha preferida até agora) e ele ter criado um arco geral muito bom, a conclusão foi muito fraca. A despedida dos ponds, apesar do ep ter sido muito bom, também ficou meia boca.. seria muito fácil eles saírem de nova york (zona de turbulência temporal) e chamar a atenção do doutor para o local e data onde eles tinham ido parar, então ou foi uma escolha dos ponds viverem uma vida tranquila (oq o Moff n demonstra no ep) ou foi falho msm.
      Mas no final da 7° ele realmente conseguiu deixar muito foda.

      Responder

      • Carla

        maio 22, 2013 #13 Author

        João, quanto ao final dos Ponds, eu acho que eles não poderiam rever o Doctor por conta do livro. Além do Doctor já ter visto o túmulo deles, Amy se despede dele com o prólogo e é como já tinham explicado no início do episódio:

        – Time can be rewritten.
        – Not once we’ve read it.

        Responder

    • Pedro

      maio 21, 2013 #14 Author

      Larissa concordo com você no fato de pegarem muito no pé do Moffat, confesso que eu não fui muito com a cara dele no começo mas tenho que reconhecer que ele me surpreendeu muito durante seu trabalho com DW, ainda mais em ”The Name of The Doctor”.

      Responder

    • Leticia

      maio 23, 2013 #15 Author

      A meeeuuu deus e verdade
      Também pensei nisso

      Responder

      • Douglas de Castro

        maio 24, 2013 #16 Author

        Eu também achei a saída dos ponds fraco. Esperava mas.. Um ep duplo pelo menos.

        Responder

  • Anna Emília

    maio 21, 2013 #17 Author

    o john hurt não era uma regeneração entre o 8 e o 9? acho que não é do futuro não

    Responder

    • RODRIGO GABRY

      maio 21, 2013 #18 Author

      Acho que o John Hurt e a verdadeira face do Doctor antés de ser exilado de Gallifrey, junto com sua neta.

      Responder

      • Janine

        maio 22, 2013 #19 Author

        Rodrigo, essa é uma boa “teoria”.

        Responder

      • Allan

        maio 23, 2013 #20 Author

        Foi a mesma coisa que pensei. Ele seria a encarnação que tinha um nome antes de ser o Doutor, que casou e teve filhos ou filhss que geraram sua neta.
        Mas ele fez alguma coisa tão ruim e esquecível que o Doutor preferiu mudar de nome e se tornar o Doutor.

        Responder

  • André

    maio 21, 2013 #21 Author

    Muito boa a review! O único problema é que não se pode confirmar que o “novo” Doctor (John Hurt) é do futuro! ele pode ser uma encarnação que devido a algo que aconteceu na Guerra do Tempo o Doctor “esqueceu” ou que o próprio esconda por vergonha ou algo do tipo. Pra mim ele é o verdadeiro 9th! Mas como ele NÃO se auto nominou Doctor e por parecer ter feito coisas que as outras encarnações não concordam não entrou na contagem teoricamente! Se entrasse o Christopher Eccleston passaria a ser o 10th, o David Tennant 11th e o Matt Smith 12th…o que nos deixa como somente mais um Doctor “possível” (13º)!

    Responder

  • Rodrigo

    maio 21, 2013 #22 Author

    Gosto muito das suas reviews, sempre bem organizadas e trazendo detalhes que passam despercebidos. Apenas duas coisas que gostaria de comentar:

    Primeiro, sobre o nome do episódio. Pelo tanto de gente que eu vi SURTAR quando anunciaram que seria “The Name of the Doctor”, devemos parabenizar o troll que é o Moffat. Genial o jogo com as palavras que ele fez ali. Ele pode ser um louco megalomaníaco e desalmado, mas não seria burro a ponto de jogar no lixo uma das maiores marcas da série. Além disso, nos proporcionou uma das mais fortes frases do episódio, quando o 11th conversa com o Hurt: “not in the name of the Doctor!”.

    E segundo, não creio que tenha sido a última aparição da River. Nós acompanhamos os encontros deles a partir da linha do tempo do Doctor, e não da dela. Na linha do tempo dela, a River desse episódio é pós-Silence in the Library, uma manifestação que “fugiu” do computador, então ela já está morta. Já na linha do Doctor, ele ainda não a levou até Darillium, não entregou a sonic screwdriver e nem revelou o nome para ela. Ou seja, acredito que teremos mais River Song por aí, em uma versão antes de ir para a Biblioteca.

    Responder

    • Rilson

      maio 21, 2013 #23 Author

      Na verdade ele já levou ela pra Darillim no minisódio Last Night da sexta temporada, mas nós nunca vimos como aconteceu.

      Responder

      • Janine

        maio 22, 2013 #24 Author

        Rilson mesmo assim, ainda falta o piquenique em Asgard e não sei vc, mas quero conhecer Jim o peixe!

        Responder

    • Douglas de Castro

      maio 24, 2013 #25 Author

      Tirando que ele passa uma regenacao para curar o pulso dele ne

      Responder

  • Lucas Brecht

    maio 21, 2013 #26 Author

    bem, aquele que quebrou a promessa não é uma regeneração futura, li em varios sites da inglaterra, falando que akela é na realidade a 9ª Regeneração, o que torna o Eccleston o 10º, Tennant o 11º e o Smith o 12º, esse ‘outro doutor’ não é considerado pelas suas regenerações futuras, pois ele fez coisas horriveis na guerra do tempo em que o Doutor se arrepende e prefere esquecer (eu suspeito que uma dessas coisas é quando o Doutor mata todos os Senhores do tempo, e depois disso ele se regenera para o Eccleston), tambem a River pode voltar, axo que foi no site Whovians, eles soltaram uma lista de Spoillers sobre coisas que podem acontecer na 8ª temp. que o Moffat falou para eles (não lembro pra quem) e neles tinha : ‘River tera papel importante na 8ª temporada’ e tambem quando ela se ‘despede’ do Doutor ela diz: -você sabe como eu estou aqui se a Clara esta morta?(River) -Então vamos, me diga(Doutor) -Spoillers(River)e agora uma pergunta, pelo que eu entendi, Tranzalore tinha enterrado quem ja lutou com e ocntra o Doutor, sera que o Brigadeiro Lethbridge pode estar la tambem??

    Responder

  • Patrícia Andrade

    maio 21, 2013 #27 Author

    Gente… eu acho que o John Hurt é realmente do passado do Doctor; quando a Clara “cai” dentro do fluxo temporal do Doctor ele fala:”Esses são os meus fantasmas, é o meu passado, dias bons e dias ruins.”
    Não tem como ele ser do futuro.

    Responder

    • Janine

      maio 22, 2013 #28 Author

      Patrícia, mas antes dele cair, quando ele aponta a sonic screwdriver para a sua linha do tempo, ele diz que ali está o seu passado e até mesmo o seu futuro.
      Mesmo assim, não acho que o Hurt é o Doutor do futuro.

      Responder

  • Bruno

    maio 21, 2013 #29 Author

    O episódio foi fantástico, ao final dele a minha impressão é que o Doutor que ainda vamos conhecer não seria uma versão do futuro, mas sim aquele que detonou a bomba a acabou com a timewar, destruindo gallifrey e os Daleks, e por isso essa encarnação não seria bem vista pelo 11°, e que na verdade é o 12°.

    Responder

  • RODRIGO GABRY

    maio 21, 2013 #30 Author

    Nossa Arlane, Eu nunca havia lido uma Review tão bem escrita como essa. Esse e um dos muitos Eps que ficarão por muito, muito tempo em minha menoria. Amei cada segundo do Ep. Mais ainda foi poder ver os Doctors, que momento lindo e maravilhoso Moffat nos presenciou com esse Finale.

    PARABÊNS PELA REVIEW ARLANE.

    DOCTOR, LOVE FOREVER …. ♥

    Responder

  • José Gabriel Hermes

    maio 21, 2013 #31 Author

    Penso que, dito sobre os “horrores” da guerra do tempo, john hurt deve ser um “real” 9º doctor, possivelmente havendo perdido a memória ao fim da guerra (um viajante espacial como ele falar de horrores… deve ser algo beeem sério), ou estando apenas em negação. E acho que até bate com a performance do Christopher Eccleston, sério, meio que correndo (penso que da guerra) ou do Tennant que se mostra chateado com o mesmo assunto. Matt Smith já aparenta meio que superado seja lá o que for, e me recuso a aceitar que este doutor se torne “aquele que quebrou a promessa”.
    Acho tb que, dados os horrores, o isolamento da guerra poderia ser dito como algo feito em nome da “paz e sanidade”….

    Responder

  • Gabriel Oliveira

    maio 21, 2013 #32 Author

    Era mais que ÓBVIO que o nome do Doctor não seria revelado ao publico, eu acho até que nem o Moffat sabe o nome do Doctor(e nem tem o Direito de Escolher). Mas pudemos tirar conclusões bem esclarecedoras desse episodio, como o motivo do Doctor ter escolhido roubar a Type 40 TARDIS ao invés da 57… De resto é esperar o Especial de 50 Anos !!

    Responder

  • Rafael

    maio 21, 2013 #33 Author

    Talves a Clara nao consiga se lembrar das vidas passadas, ou seja como o Rory, que veja como uma porta que prefere manter fechada

    Responder

  • João Sol

    maio 21, 2013 #34 Author

    Ep muito foda, até onde me lembro é o único fim de temporada (com mais cara de arco para a próxima do que propriamente fim) que não tem uma grande guerra ou batalha envolvida. Claro que houve o jogo Clara x Great I. Mas não uma guerra colossal em “Last of the Time Lords” ou toda Gallifrey no final da 4° temp, nem vou comentar o final da 2° pq ainda é traumático e as outras pq é redundância. Mas mesmo sem ter esse conflito gigantesco eu gostei muito, foge a regra e fica legal.

    Responder

    • yasmin

      agosto 7, 2013 #35 Author

      concordo o final da segunda temporada foi triste,muito muito triste!(fangirl of rose tyler

      Responder

  • Pedro

    maio 21, 2013 #36 Author

    Sera possivel que o John Hurt foi uma regenerção depois do eight e antes no ninth? Então isso significa que na verdade a ordem é Eccleston(10) Tennant(11) e Smith(12), sendo Hurt na verdade o ninth. Meu deus como eu queria ter uma TARDIS pra pular logo pro dia 23/11.

    Responder

  • João Sol

    maio 21, 2013 #37 Author

    Outra coisa.. em que momento o Doctor conta pra River o nome dele? Por que a River de agora já sabe, a que morreu em “Silence in the library” sabia, mas eu não lembro dele contando… nem no casamento deles, ele só disse: “Look in my eyes”

    Responder

    • Sloany

      maio 22, 2013 #38 Author

      Não passou essa cena ainda João, espero q passe na oitava temporada…

      Responder

  • Lucas

    maio 21, 2013 #39 Author

    Desculpem-me se não estou sendo whovian suficiente mas gostaria de esclarecer uma dúvida que tenho desde que assisti o nono Doutor combatendo aquela gosma de plástico: a Time War ocorreu entre o oitavo e o nono Doutor ou ele já era o último Time Lord desde o primeiro? Se alguém puder tirar essa dúvida… e parabéns pelo ótimo site! E quero saber mais sobre esse final de ficar de boca aberta com John Hurt!!!

    Responder

    • Diego B.

      maio 21, 2013 #40 Author

      Sim, a Time War aconteceu entre o 8º e o 9º Doutor. Mas antes da guerra ainda haviam todos os Time Lords de Gallifrey.

      Responder

    • Rilson

      maio 21, 2013 #41 Author

      A guerra aconteceu no “hiato” entre o filme de 1996 e a série moderna com o Nine em 2005. Ou seja que nunca foi mostrada.

      Durante a série clássica vimos diversos Time Lords, inclusive como companions.

      Responder

      • Lucas

        maio 22, 2013 #42 Author

        Valeu Diego B. e Rilson! Eu começei a assistir Doctor Who em novembro do ano passado e tinha minhas suspeitas, mas como assisti a poucos episódios da série clássica não tinha 100% de certeza, obrigado

        Responder

  • Knight

    maio 21, 2013 #43 Author

    Gente, por deus… se o 11º disse que o John Hurt é o segredo dele, é pq aquele é o Doutor antes da primeira regeneração. ‘-‘

    Responder

    • Lucas

      maio 21, 2013 #44 Author

      Então o Moffat estaria mexendo em toda mitologia da personagem, pois o 1º Doutor seria um 2º e assim por diante…

      Responder

    • RODRIGO GABRY

      maio 21, 2013 #45 Author

      Oie Knight ! Amigo eu penso da mesma forma … o John Hurt ali está representando a verdadeira pessoa do Doctor antes dele ser exilado com sua neta … Tipo, Eu como Rodrigo cometo algo tão terrível que sou exilado da minha cidade, então como auto-punição ou não resolvo adotar um nome ou titulo que me isole de quem eu sou e talz …. E mais ou menos isso que o Doctor fez, acho que o nosso amado 1º Doctor e a primeira regeneração dele, deixando para traz sua face e seu nome e tudo de ruim, que ele fez.

      Responder

    • Rilson

      maio 21, 2013 #46 Author

      Não, porque o Eleventh disse que ele era o que quebrou a promessa. E o First já tinha o nome de Doctor, então um anterior a ele seria “antes” da promessa, e não teria como quebrá-la, ainda que tenha uma mínima possibilidade.

      E não pode ser do futuro, se não o Eleventh não saberia quem é.

      Se assume então que alguém que fez algo em nome da “paz e sanidade” foi alguém que acabou uma guerra. Ele deve então ter sido o que acabou com a Great Last Time War, prendendo os Time Lords numa trava temporal, em lugar de salvar a todos, por isso ele não fez isso “em nome do Doctor”.

      Responder

      • Fernando

        maio 22, 2013 #47 Author

        Acho também que o Doctor do Hurt é o que acabou com a Time War, mas creio que ele pode ser do futuro, porque o Doctor do Tennant irá participar do especial de 50 anos, assim o Doctor do Smith teria lembranças de ter encontrado o Doctor do Hurt, presumindo que eles se encontrem no especial.

        Responder

  • Alexandre

    maio 21, 2013 #48 Author

    Pelo historico da conversa do Doutor e Clara e o outro, leva a intender que ele é do passado, já que o 11º Doutor se lembrava dele e sentia remorso pelos atos cometidos.

    Eu fiquei bem curioso com isso, pq temos a cronologia de todas as regenerações do 1º ao 11º assim sendo se ele é o Doutor antes dessa cronologia, o que será que ocorreu?

    Responder

  • Pamii

    maio 21, 2013 #49 Author

    ja ouvi (nao lembro quem) ter dado uma teoria aqui no site mesmo,nos coments de algum post, de qual seria o nome do doutor usando a teoria de que o doutor era o homem de uma lend antiga de Gallifrey, e q fazia mto sentido…
    KKKKKKKKKK ri bastante tm qnd o doutor disse “PLEASE!” eu fiquei tipo: o.O o nome dele é please?!? kkkkkkkkk

    Mto triste com a despedid da River… acho q só nao chorei pela cara do strax, jenny e vastra qn o doutor beija a river kkkkkkkk Mas nao sei se é pq amo mto a River mas acho q ela volta… lembrem do fim… “Spoilers” kkkkkk

    Responder

  • spyvspyaeon

    maio 21, 2013 #50 Author

    Muito boa e excelente review. Adorei a revelação da Clara, e não estava longe do que me tinha passado pela cabeça em alternativas. Há aqui paradoxos, Ela era nada mais do que uma cópia da Clara que no futuro entrou na stream temporal da vida do Dr. ou ela será ainda mais uma revelação de que a Clara que se lembra do Dr. é nada mais que a verdadeira “Clara”, quiçá timelord(?). Já era de esperar que o Nome não fosse o verdadeiro segredo, ele sempre foi muito teimoso em relação ao passado e isso me inquietava muito. O (antes) Dr. foi aquele que por motivos ainda não explicados saiu da Guerra, com peso na consciência, que apesar de ser um Timelord, nota-se bem no papel desempenhado pelos vários desta 7 época. Este último Dr. para mim arrasou a série!!!!! Um dos melhores. Muito marcante este ep. com muitas revelações e lançamento de novas dúvidas. Dizes no post que ele já está no pos morte da Melody, mas o fato é, eles não são timelords? O que é o tempo para eles? Outro EP marcante é quando Rose Tyler olha para a Tardis e a tardi olha para ela “esta cena emocionei!!!!” dois EP’s épicos na minha opinião. Cmps

    Responder

    • spyvspyaeon

      maio 25, 2013 #51 Author

      Rose Tyler em Bad Wolf, pega o gosto de Deus, ela pode criar vida, ela pode ver todo o fluxo de tempo e espaço, ela consegue ver cada Átomo da criação, toda a stream temporal ao infinito. ATM estou pensando se ela viu o Dr. morrer ou se ela viu Trenzalore e a última questão que não deve ser respondida. Se o Bad Wolf (Rose) pudesse ver nessa perspetiva o tempo. Como não teria ela visto também quem era o Dr. antes de ser o Doutor. Dr. Who? não o nome, é claro. É uma questão de perceber o que o marcou assim (para arrumar o passado de forma que seja assim tão perigoso revelar, o que realmente se passou na guerra e porque morreram todos os Timelords sobrando sempre ele. Claro que aparenta logo ser uma questão muito pecaminosa. Repara o paradigma do Doutor, que para salvar alguns tem de sacrificar outros, esse durante todas as séries tem sido o seu eterno fantasma. E os seus inimigos naturais sempre fizeram questão de o mencionar, episódio atrás de episódio.

      Para mim, seguindo essa corrente de pensamento o que poderia comprometer o Dr., toda a sua existência e todo o universo alternativo se os seus inimigos descobrissem quem era o Dr. antes de o ser, destruindo pela raiz, mudando o curso da História. Esse seria o seu derradeiro calcanhar de aquiles, digo eu de que…….

      Responder

  • Vinicius

    maio 21, 2013 #52 Author

    Pra quem ainda não entendeu o John Hunt, aqui tem um link (em inglês) que na minha opinião é o que melhor explicou a situação: http://cavalorn.livejournal.com/586789.html
    Para quem não manja muito de inglês vou resumir livremente mais ou menos o que está no link, mas realmente recomendo a leitura dele.

    O John é uma reencarnação do verdadeiro nome do Doctor. Por exemplo, se o nome do Doctor fosse Adam Coffee. Após roubar a Tardis 40, Adam Coffee escolhe um nome como promessa, e o nosso Doctor ganha vida. Porém, em algum momento na Time War, entre o 8º e 9º Doctor (mas não a 8ª e 9ª reencarnação, perceba a diferença), Adam rompe sua promessa e acaba por dar um fim aos Time Lords. Isso explica o porque de Cristopher Ecleston interpretar um Doctor ‘arrependido’, e representar o retorno de Adam Coffee à sua promessa (seu retorno ao nome Doctor), e o porque da fala: “— What I did, I did in name of peace and sanity — But not in the name of the Doctor”. John fez o necessário para que a Time War tivesse o fim que conhecemos, com a extinção dos Time Lords, coisa que o Doctor não faria.

    Portanto, os boatos de Matt ser o 12º Doctor não são verdadeiros, o que ocorre é que ele é o 11º Doctor, porém a 12ª reencarnação.

    Vale lembrar que nunca vimos a Time War, nem mesmo na série clássica, então tudo isso é plenamente possível. O problema é que a BBC errou na frase “John Hunt as The Doctor” pois dá a impressão de que ele será o próximo, quando na verdade é uma encarnação não-doctor anterior a ele.

    Responder

  • Tiago

    maio 21, 2013 #53 Author

    o que achei estranho foi a Oswin observando o 10º na Biblioteca e na cena seguinte ela já estava no asilo com 11º (mesmo que ele não tenha aparecido) e com as mesma roupa, espero que expliquem isso, porque ficou meio estranho aquilo

    Responder

  • Isabella

    maio 22, 2013 #54 Author

    Queria poder ver a cena do 10th Doctor nesse episódio ):

    Responder

  • Rafael

    maio 22, 2013 #59 Author

    O certo é:
    Quando maior a lápide, maior a patente
    não o soldado

    Responder

  • Migs

    maio 22, 2013 #60 Author

    Eu vi uma teoria sobre a origem do Doutor em um blog, achei interessante (envolve o começo dos Time Lords, Mestre e Doutor), traduzi e ilustrei: https://skynerd.com.br/perfil/Migs/post/667823-a-verdadeira-origem-do-doutor-o-come-o-de-tudo-

    Qualquer erro é do autor, apenas traduzi, heheh…

    Responder

  • Monica

    maio 22, 2013 #61 Author

    A Clara ficou uma personagem tão vazia e sem peso =/…
    As versões vitoriana e do asilo dos daleks ficaram tão mais marcantes! (mesmo com só um eposódio)…
    Confesso que fiquei um pouco decepcionada quando percebi que a “Clara moderna” era a verdadeira Clara.

    Responder

  • Lucas

    maio 22, 2013 #62 Author

    Tenho 2 teorias sobre John Hurt.

    1ª: ele é o Doutor na fase da Time War por conta da fala em que ele diz que não teve escolha e fez o que fez em nome da paz e sanidade. E a promessa que ele quebrou foi não ter usado o nome Doutor para fazer isso. Assim Clara não o reconhece pois só salvou o Doutor nas vezes em que suas vitórias se transformaram em derrotas pela Grande Inteligência e o segredo é a revelação de seu verdadeiro nome.

    2ª: John Hurt é uma regeneração do futuro e aquilo que todos estão falando de que ele não pode ser o próximo Doutor porque ele não sabe como será no futuro e desse modo não poderia estar tão “raivoso” e com ressentimentos dessa encarnação, devemos lembrar que ele entrou no próprio fluxo temporal e poderia ter descoberto sobre suas versões futuras.

    Outra possibilidade que pensei é de que esse Doutor é a 13ª regeneração que para não morrer definitivamente, revelou seu nome para enganar a morte mais uma vez e fez uma coisa talvez mais terrível que na Time War. Porém precisariamos passar pelas aventuras do 12º antes de Hurt e vamos lá… Ele já tem 73 anos!

    Tantas teorias… Tantas possibilidades… Acho que será muito difícil esperarmos até novembro. E se tratando de Steven Moffat, tudo pode acontecer!

    O que acharam?

    Responder

    • Matheus

      maio 24, 2013 #63 Author

      Perfeito!
      Acho que é a primeira teoria, é a que mais faz sentido

      Responder

      • Lucas

        maio 24, 2013 #64 Author

        Pois é Matheus, porém se for mesmo uma regeneração do passado o Doutor só teria apenas mais uma.

        E mesmo torcendo para que John Hurt seja uma face futura do Doutor, espero que Matt Smith continue por muito tempo, mas concordo contigo, a primeira faz mais sentido.

        Agora para todos nós só resta esperar até novembro!
        Ai, ai…

        Responder

  • Jéssika Costa

    maio 22, 2013 #65 Author

    Acho todas essas teorias maravilhosas, pois são criativas, míticas, e elaboradas pelos fãs mais brilhantes de todos os tempos, dimensões e espaço, ou seja, são um resumo de DW em si mesmas – altas doses de brilhantismo, tradição, e fãs fervorosos.

    Entretanto, apesar de ama-las e torcer para que as minha estejam certas uma parte de mim, uma grande parte, quer ver o Moff sambar na cara de geral quando chegar o especial de 50 anos e que tudo seja um grande BOOMM, exatamente como essa season finale perfeita.

    Responder

  • Sarah

    maio 22, 2013 #66 Author

    Discordo de umas coisinhas do review. Esse Doctor do John Hurt ficou parecendo que é uma encarnaçao passada que ficou perdida, tanto que o Doctor fala com ele sabendo o que ele fez e quem ele é. Mesmo assim nao temos certeza qual Doctor ele é.
    Outra coisa, sobre a River, voce disse que ela nao vai mais aparecer. Ela vai aparecer sim, afinal o Doctor tem que dar a sonic screwdriver pra ela ainda.

    Responder

  • Denis

    maio 22, 2013 #68 Author

    Eu não vi o 10ª Doutor no episódio .-.

    Responder

  • Tiago Alencar

    maio 22, 2013 #69 Author

    Não acredito que o John Hurt seja uma encarnação futura do Doctor.
    Uma das minhas opiniões sobre o John Hurt é que ele seja o Oitavo muitos anos mais velho, já que em outros momentos da série já foi comentado o fato da Time War ter durado muito tempo, o que teria sido suficiente para o Doctor ter envelhecido. Minha outra opinião que aliás é a que eu acho que tenha mais chances de ser certa é que ele seja uma encarnação entre o Oitavo e o Nono, mas como ele mesmo disse ele é ele mas não é o Doctor já que na concepção dele ser o “Doctor” é mais que levar um titulo é uma promessa, provavelmente ligada ao fato de proteger a vida dos outros. Ou seja 11 encarnações suas ele considerou como Doctor já que levaram seus princípios mas uma outra encarnação entre a oitava e nona não agiu de acordo com esses princípios fazendo ele guardar essa incarnação como um segredo, seu maior segredo.

    Responder

    • Samuel

      maio 23, 2013 #70 Author

      Não acredito que o John Hurt seja o oitavo velho, pois no episodio em que o doutor é morto pelo astronauta impossível aparecem duas versões de dele exatamente iguais, a que morre e a que é convidada para própria morte, e uma é bem mais velha que a outra (Não me lembro exatamente quanto mais acho que um tem pouco mais de 800 e o outro já tem mais que 900 anos), logo ele aparentemente não envelhece.

      Responder

      • Tiago Alencar

        maio 23, 2013 #71 Author

        Mas claro que ele envelhece, só pra lembrar sua primeira encarnação tinha uma aparência idosa ou seja ele envelheceu, só que eles envelhecem mais lentamente e tem que ficar claro que a duração da Last Great Time War foi imensa, mas como eu mesmo disse essa pode ser uma suposição mas creio mais na segunda que disse, seria mais plausível com o tipo de roteiro do Moffat. E alias a diferença de idade no episódio que você comentou não é tão grande (para padrões dos Time Lords), e alias pouco antes de se regenerar o Decimo diz ter 906 anos.

        Responder

  • Maria Clara

    maio 23, 2013 #72 Author

    Já que a BBC America tirou a cena da Clara na biblioteca com o Tenth, onde podemos encontrá-la? Assisti o episódio online pelo link legendado, e também já rodei o youtube, mas não dá pra achar aa cena com essa interação.
    Quanto à interação com as outras encarnações do Doctor: a gente está acostumado com a grandeza do Moffat e dos atores, mas a equipe de edição mereceu aplausos nesse último episódio, ficou perfeito!

    Responder

  • Mariana

    maio 23, 2013 #75 Author

    Ai escreveram que a River morreu e ão vai voltar mas o doutor ainda ao lhe disse o seu nome por isso como é que ela o sabe alguem me explique.

    Responder

  • Gabriel

    maio 23, 2013 #76 Author

    Nome popular: Doutor
    Origem: série de TV Doctor Who
    Nome real: Christoreslvdespovratorcovor De Lungbarrow
    Embora uma das grandes constantes da série “Doctor Who” seja que ninguém sabe seu nome real, o Senhor do Tempo tem um nome sim. A partir de 1991, uma série de livros começou a ser produzida baseada no programa, mas com novas histórias. No volume 60 dessa série – Lungbarrow -, lançado em 1997, é revelado que o nome do Doutor é esse que você leu aí em cima. Será mesmo?
    Fonte: Super Interessante
    ?????????????????????????????

    Responder

    • Eddy

      maio 24, 2013 #77 Author

      O livro Lungbarrow mostra esse como sendo o nome real do Doctor, mas o fato é que os livros não são considerados como parte da história oficial da série de TV pela equipe de produção, então o nome real do Doctor ainda pode ser qualquer coisa.

      Responder

  • Marlucci

    maio 23, 2013 #78 Author

    É. É questão de opinião mesmo. Eu nunca gostei da River, muito menos desse relacionamento “forçado” dela com o Doutor. Me deu nos nervos muitas vezes, tenho que confessar. A despedida dela foi triste, como muitas outras (nenhuma bate a despedida da Susan pra mim tho), mas pelo menos ela teve uma história bem… Longa na série.
    Ah, e como sempre, pra um episódio que prometeu responder muitas coisas, ele deixou mais dúvidas do que as esclareceu. Mas foi excelente (acho que já assisti ele umas cinco vezes), o Moffat não deixou a desejar.

    Responder

    • Fernanda

      maio 28, 2013 #79 Author

      Também nunca gostei da River, ela se chantageou o doutor pra se casar com ela,concordo com vc que ficou forçado(ele fugia dela como o diabo foge da cruz nas outras temporadas)tudo que ele fez por ela foi por pena mesmo.Me irritei muitas vezes com essa personagem.

      Responder

  • Luisa Martins

    maio 24, 2013 #80 Author

    Não acho que John Hurt é a nona regeneração, porque o Doctor nunca guardu segredo sobre o que ele fez na Last Great Time War. Ele assume tudo que fez em nome do Doctor.
    Ele deve ser sim uma regeneração perdida ou futura. Ele carregou o nome de Doctor e perdeu esse título quando quebrou a promessa. Ele pode ser o último, mas não deve ser o primeiro porque a promessa já tinha sido feita.

    E já pensando no especial de 50 anos, só eu que acho que o Tennant volta como Doctor Donna e não como o 10°? Tipo o clone do 10º e Rose vem do universo paralelo? Se tem a Rose de volta, ela teria que sair de lá e carregaria o 10º junto.

    Responder

    • darkislanio

      junho 17, 2013 #81 Author

      Esqueceu das falas dele: “He’s the one who broke the promisse” e “he is my secret”. É ago que ele não poderia assumir. O maior segredo do doutor não é apenas o nome, mas também o fantasma que o revelou.

      Responder

  • Migs

    maio 24, 2013 #82 Author

    O especial de 50 anos poderia trazer tbm o Paul McGann, o cara nem tá tão velho…

    Responder

  • Mariana

    maio 24, 2013 #83 Author

    Por favor nesta imagem qual é o planeta que está a frente da Tardis por favor ajudem ja vi isto centenas de vezes e ainda não percebi http://universowho.org/wp-content/uploads/2013/05/p0195wkk.jpg

    Responder

  • Mariana

    maio 25, 2013 #85 Author

    Ok Obrigada

    Responder

  • felipe

    maio 25, 2013 #86 Author

    So nao gostei de uma coisa na 7 temp:a morte dos daleks os daleks sao inimigos do doutor desde a guerra do tempo entao eles deviam voltar na 8 temp

    Responder

  • Ale

    maio 26, 2013 #88 Author

    Creio também que não se trata do próximo doutor, este nem ainda se chamava, tinha esse nome (doctor) — Embora ele tenha sido apresentado como doctor pelas letrinhas no final… Não matem minha fé, não quero que o smith saia tão cedo da série — É legal alguém usando um sobrenome falso que é o seu sobrenome verdadeiro (smith) na vida real. “Smith” está grafado numa chave no painel de controles da tardis e aparece na viagem ao centro da tardis. Estranho, não? Claro que não, mas é curioso; intrigante. O atual doctor é cool e também curte coisas de cowboy como eu. O 10° era meio punk, fácil-fácil o imagino com uma camisa do sex pistols (muito boa a banda aliás). Acredito que faria mais sentido eles contarem a história passada do doutor. Eles até mostram a “campinas” do doutor (campinas é minha cidade natal. E não. Eu sou hétero). O 12° doutor aparece e ele vai ser o que deixará de ser o doctor? Não, né. Tão cedo assim? Ou ele será o 666° doctor que deixará de ser o doctor para ser a besta? Parem com isso, eu não gosto. Tem que ser o “pré-doctor” o cara que aparece no fim. Mas sendo o que for eu continuo fã da série pois sou um homem crecido e vou agir como tal. Sempre me sinto melhor depois de um copo de leite com nescau que minha mãe faz pra mim.

    Responder

  • Fernando

    maio 26, 2013 #89 Author

    acho que o John Hurt é o nono Doutor!!!

    Responder

  • Tattinha

    maio 27, 2013 #90 Author

    Mesmo que a Clara não se lembre de ter lido o nome do Doctor, ela ouviu a River dizer para abrir a porta. Então não tem escapatória, a Clara sabe sim o nome do Doctor!

    Responder

    • Paulo Thomaz

      maio 28, 2013 #91 Author

      Mas não fica claro se a Clara ouviu a River falar, é bem provavel que não.

      Responder

  • Rodrigo

    maio 29, 2013 #92 Author

    E Sobre a River…

    Tem aquela hora que ela fala, que ela estava mentalmente ligada com a clara e ela pergunta:
    Como eu ainda estou aqui se a clara está realmente morta?

    o doutor (faz aquela cara de ok, eu não sei River. fala!) e pergunta ok, como?

    E River responde o clássico: Spoilers.
    Logo antes de desaperecer

    Isso ai foi uma ponta solta deixada para trazer a River de volta alguma hora nem que seja mesmo só a River Virtual?
    Será que tem coisa ai?

    Responder

  • Caio Bruno Baptistella

    maio 30, 2013 #93 Author

    Alguém aqui também acha que talvez a River afinal de contas ainda não tenha matado o Doctor? De que o Doctor do John Hurt seja de fato o resultado do objetivo inicial pelo qual ela foi criada?; matar o Doctor (talvez mesmo que só o título e a vontade dele)… Quando ela recebe o convite da morte do Doctor ela já está presa em Stormcage, mas na praia ela não reconhece o Astronauta Impossível e a “Killer” River diz que a River da praia não sabe nada sobre ela… mas ela já foi julgada por esse crime… ela lembraria disso… ela lembra… o que quer dizer que ela já havia matado o Doctor antes (outro Doctor, de outro jeito)… Em Let´s Kill Hitler ela não se reconhece sob o nome River Song, nem os Teselecta, que procuram Melody Pond, a assassina do Doctor; o que indicaria que ela talvez tenha matado o Doctor antes de ser Mels,

    A Mels cresce como humana assim como o Rory e Amy, ela ainda não viaja no tempo… mas no capítulo diz que regenerou em 1951 depois da roupa de astronauta… em Nova York… o que omite uma regeneração já que Mels cresce junto com o casal, não antes deles… voltando a Nova York… na lápide dos Pond Amelia tem 87 anos… (2013-87=1926 + 25 (idade aproximada da Amy) = 1951) o que colocaria Amy, Rory e uma regeneração da River sobre a qual não sabemos nada a respeito no mesmo local e tempo…

    Não sei não… o jeito perigoso/evasivo da River e sua linha temporal propositalmente confusa me fazem muito duvidar de que o Doctor dela ainda esteja pra surgir… a maneira como ela trata o Doctor do Matt Smith como criança, a screwdriver da biblioteca e a pilotagem mais experiente da TARDIS junto com essas lacunas que parecem nos fazer pensar (ahh, tudo bem, eu só desviei os olhos um segundo) enquanto um mágico fala (olhe atentamente isso enquanto o truque rola diante do seus olhos) me faz muito suspeitar de que Mr. “It´s a TV Show, only the emotional damage is real” Moffat esteja preparando algo grandioso a muito tempo debaixo dos nossos narizes… o que se torna mais suspeito ainda se levarmos em consideração que a River só aparece nos capítulos que ele escreve, começando justo na troca Russel T. Davis/Moffat como Head Writer com Silence in the Library… =p

    Isso está me deixando maluco =] Talvez seja só a abstinência pré 50 anos (12 regenerações, morte do doctor, River com algumas regenerações pra desperdiçar indo na Livraria, The Doctor Resucitates =p) <<< viu haushuash… talvez seja a falta de legendas do segundo doctor (aliás, ótimo trabalho =]) mas eu precisava compartilhar minha paranoia com vocês =) =]

    Continuem com o Ótimo trabalho e VWoooshhh VWooosshhh trh lh lh lh

    Responder

  • darkislanio

    junho 17, 2013 #94 Author

    Há um certo paralelo entre Clara e Rose enquanto Bad Wolf.
    -Ambas criaram a si mesmas;
    -Fizeram isso para salvar The Doctor;
    -Fizeram isso em diferentes épocas permeando o espaço-tempo;
    -Depois do feito, ambas foram salvas pelo Doctor;
    -E tudo numa season finale.
    Talvez, sejam spoilers…

    Responder

  • Bruno de Luca

    junho 22, 2013 #95 Author

    Strax: “Madame, boys. Combat formations! They are unarmed.”
    Jenny: “So are we!”
    Strax: “Do not divulge our military secrets!”

    Melhor frase de Strax no episódio foi essa última xD

    Responder

  • erik

    julho 22, 2013 #96 Author

    eu acho que vai acontecer alguma coisa que quando o doutor se regenerar, ele se dividira em dois, o doutor valeyard e o e doutor novo.

    Responder

  • Helymara medina

    junho 29, 2015 #97 Author

    tambem adorei esse episodio nao tem cono amar o doutor ele e louco e inesplicavel mais incrivel!:-)

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *