Doctor Who retornou há duas semanas e apesar de ter se dado bem nos índices de audiência americanos, no Reino Unido isso não... Queda na audiência de Doctor Who

 

Doctor Who retornou há duas semanas e apesar de ter se dado bem nos índices de audiência americanos, no Reino Unido isso não aconteceu. O episódio exibido na semana passada, The Witch’s Familiar, atraiu apenas 3,7 milhões de espectadores. Isso seria culpa da própria BBC?

Quando a série retornou em 2005, o primeiro episódio estreou com um impressionante público de 10,81 milhões. Era uma nova era para Doctor Who: Um novo Doutor, uma nova companheira e muitas novas aventuras. A segunda e a terceira temporada continuou com resultados impressionantes. Em 2008, o especial de Natal foi assistido por espetaculares 13,31 milhões de pessoas e os grandes índices continuaram até a saída de David Tennant, em 2010.

A audiência começou a oscilar durante a era de Matt Smith como o Doutor. Quando Peter Capaldi assumiu, sua primeira temporada teve um saudável número nos índices, mas houve um pequeno declínio. Agora com a nona temporada, muitos sites e jornais (ingleses) publicam sobre “a queda na audiência de Doctor Who”, e há uma conclusão de que a própria BBC seja a culpada.

Veja abaixo os índices dos primeiros episódios até a oitava temporada. Na época, a série retornava em tempo de Páscoa do Reino Unido:

 

  • Rose – 10.81 milhões
  • New Earth – 8.62 milhões
  • Smith & Jones – 8.71 milhões
  • Partners in Crime – 9.14 milhões
  • Planet of the Dead – 9.54 milhões
  • The Eleventh Hour – 10.08 milhões
  • The Impossible Astronaut – 8.86 milhões
  • The Bells of Saint John – 8.44 milhões

 

Todos os primeiros episódios das temporadas que estrearam pelo menos perto da época de Páscoa tiveram seus índices mantidos entre 8 e 11 milhões. Porém, quando a data de estreia foi mudada para o outono, a série teve muito mais competição. Os espectadores desta época assistem o retorno de programas ao vivo muito populares como o The X Factor, Strictly Come Dancing e, este ano, a Copa Mundial de Rugby.

Abaixo há alguns fatos que foram observados nas últimas duas semanas:

  • O primeiro episódio da nona temporada teve uma audiência de 4.6 milhões, se tornando a estreia com menos público.
  • O episódio da semana passada, a conclusão para a história do primeiro episódio, foi assistido por apenas 3.7 milhões. O pior desde 1989, quando a Classic Who foi cancelada.

Com estes outros programas interferindo no desempenho de Doctor Who, é claro que os índices estão caindo. Nem todo mundo pode assistir tudo de uma vez, e este tipo de programa, que concorrem com a série, são muito mais prováveis de serem assistidos ao vivo. Tentar competir com a audiência fanática destes programas só resultariam no mau desempenho do show. Mover a série para outono foi um grande erro.

Além disso, a BBC não está focando no público familiar já que os episódios vão ao ar cada vez mais tarde. O episódio dessa semana, Under the Lake, e seu sucessor terminarão após as nove da noite (o canal começa a exibir programas direcionados aos adultos após este horário). É uma péssima ideia para os pequenos fãs da série a assistirem por conta de suas rotinas, o que significa um menor potencial para alcançar bons resultados.

Outra razão seria a falta de comerciais divulgando os episódios, que aparecem muito pouco na programação da BBC One. Em setembro, as pessoas esperavam ver os trailers de Doctor Who antes de uma das séries de grande audiência exibida pelo canal (EastEnders), e ele só foi exibido apenas três vezes. Parece que a BBC estava mais interessada em promover um reality show sobre dança que é exibido todos os dias.

Em conclusão, a BBC é quem está afundando com Doctor Who. Os organizadores da agenda do canal devem repensar a posição da série e a forma como divulgam um show tão popular como esse.

Fonte 

 

Camila Cetrone

  • JP

    outubro 5, 2015 #1 Author

    Doctor Who precisa é de um novo showrunner, com novos ares e novas ideias, isso sim. Ninguém mais aguenta as maluquisses do Moffat, ainda mais depois da mediana (sendo otimista) 8ª temporada.

    Responder

    • Samuel Simei

      outubro 18, 2015 #2 Author

      Eu digo o mesmo. Tá na hora do show se regenerar nos bastidores.

      Responder

    • Pedro Dall

      novembro 24, 2015 #3 Author

      O Moffat não consegue costurar nada, parece que eles gravam tudo na hora de improviso. Ele ta deixando furo desde a primeira temporada com ele :/

      Responder

  • eduardo

    outubro 5, 2015 #4 Author

    Na boa … achei os 3 episodeos dessa temporada muito fraquinhos.
    nem faco mais questao de ver Drwho se continuarem assim …

    Prefiro ver outras series de scifi

    Responder

    • Leonardo

      outubro 7, 2015 #5 Author

      Se vocês fossem mesmo grandes fãs de Doctor Who, vocês veriam a serie na mesma, não iam deixar de ver porque esta está a ter alguns maus momentos (para mim tá óptimo, acho esta temporada muito boa, e este doctor cativou-me logo de início, diferente de Matt Smith, tive que rever a temporada para me acostumar a ele, não que esteja a reclamar).
      Doctor who é vida…
      Se não quiserem ver não vejam, mas não estejam a dizer que a culpa é do doctor, ou do Moffat. Os grandes e verdadeiros fãs têm que sempre assisti, mesmo que não esteja tão bom.

      Responder

  • Roger

    outubro 6, 2015 #7 Author

    A audiência está caindo, mas não é por causa do Moffat, e sim por causa da escolha deste Doutor. Peter Capaldi foi uma escolha ruim desde o início, um ator muito velho para este papel que tanta energia e dinamismo exige. Seu Doutor é antipático, mal humorado e parece não se incomodar muito com a morte de seres humanos ( vide especial de Natal ), o que vai contra a premissa original do Doutor, que escolheu deste nome para salvar vidas, e não ve-las morrer.

    Responder

    • Felipe Maistro

      outubro 6, 2015 #8 Author

      Você ta ligado que o Hartnell tinha praticamente a mesma idade do Capaldi quando começou a série né? Se for seguir por “premissa original” ele está certíssimo, e o 1st Doctor também estava nem aí com os humanos no começo, ele só foi começar a gostar bem depois. E pra mim ele está fazendo um trabalho espetacular, quem vê pensa que ele não consegue andar mais, sendo que ele até corre nas cenas.

      Responder

      • Doug

        outubro 6, 2015 #9 Author

        Concordo plenamente. Nada contra o Capaldi e seu Doutor. Mas falta um “algo mais” nos episódios. Houve bons episódios com Capaldi (Deep Breath, Time Heist, Flatline, só para citar alguns), mas a maioria de fato variou de mediano a fraquinho.

        Responder

      • Roger

        outubro 9, 2015 #10 Author

        OK, correr, saltar, pular, isso o Capaldi consegue fazer. Fisicamente pode-se dizer que ele está inteiro.Afinal, a palavra que o Doutor mais fala é “Run”! Mas lhe falta a jovialidade necessária! Não importa a idade física dos Doutores anteriores, eles eram jovens por dentro! Capaldi pode correr, mas seu Doutor – até por culpa dos roteiristas, como disseram – transmite a antiguidade do seu personagem. Tá certo que Hartnell e Pertwee também eram velhos, mas o público de 50 anos atrás era outro.Atores mais velhos eram coisa normal nos seriados dos anos 60. Vejam coisas da época como Bonanza, Chaparral, Os Monstros, San Francisco Urgente e muitas coisas que ninguém lembra mais para ver que os atores eram todos mais velhos. Hoje é diferente, a linguagem televisiva é diferente. Não é preciso usar um elenco teen, mas ao menos deve-se transmitir jovialidade, energia, coisas assim. Será que a série Sherlock – também do Moffat – teria a audiencia que tem se usasse um elenco de 60 anos??? Quem tem o hábito de ler nota que é assim até mesmo nos livros: existe o “Jovem Sherlock Holmes”, assim como o “Jovem James Bond”, assim como todos os super-heróis tem suas versões mais jovens: Flash e Kid Flash, Superman e Superboy, Mulher Maravilha e Moça-Maravilha, Aquaman e Aqualad e assim por diante. Os tempos de hoje exigem Doutores jovens- não de idade, mas sim de espírito.

        Responder

    • P.H

      outubro 6, 2015 #11 Author

      Acho nada a ver. O Primeiro Doutor não podia nem correr direito, muito mais cenas de ação como algumas que o Capaldi faz. Escolha “errada” de Doutor , pra mim, ainda não aconteceu.

      Responder

    • Angelo

      outubro 7, 2015 #12 Author

      Pra comentar uma lorota dessas você não conhece Doctor who né?só as novas temporadas.

      Responder

    • Islan Oliveira

      outubro 8, 2015 #13 Author

      Cara, Doctor Who sempre teve atores mais velhos, com mais de 40 anos. Tennant e Smith são a exceção e não a regra. Veja Hartnell e Pertwee. Hartnell não tinha condições mesmo de ficar macaqueando, mas o Pertwee corria, lutava, se embolava no chão e etc. O Doctor do Capaldi não tem trato social, mas mesmo assim ele salva vidas. Está no seu direito discordar, mas com Doutores velhos como Hartnell e Pertwee ou mais antissociais como o Hartnell e o Colin Baker, falar mal do Capaldi é falar mal da origem da série.

      Responder

    • Filipe

      outubro 8, 2015 #14 Author

      Capaldi é um ator, quem escolhe como um Doutor vai agir (se ele vai ser excêntrico, rabugento, etc.) é quem faz o roteiro.
      E o Capaldi está fazendo um ótimo trabalho. O problema mesmo são os roteiristas que na 8a temporada fizeram um trabalho bem mediano (ou no caso do Kill the Moon, um trabalho muito muito muito ruim). Também temos o problema do Moffat, que antes fazia um trabalho muito bom, mas dá para ver que algo aconteceu com ele, porque a partir do especial de natal da 7a temp. TODOS os episódios dele são sobre morte, escolhas ruins e/ou crise existencial (além de que o nível dos roteiros caiu bastante, compare com o 11th Hour para ver). Sério, ninguém aguenta mais.

      Responder

    • Debora

      outubro 10, 2015 #15 Author

      Capaldi é fantastico! Tipico doctor que ninguem colocava fe no começo, admito que eu fiquei meio assim quando soube que o novo doctor seria ele, mas ,velho, Peter esta sendo um otimo doctor!! E acho q voce precisa assitir tudo dnv pra ve se voce entendi a serie pq acho q voce n compreendeu muito bem! Muitas vezes o doctor faz essas coisas de “n se importar” mais pra ve a reaçao das pessoas, se elas serao mesmo capazes de matar ou fazer qualquer mal que seja! Fica falando do Capaldi, mas ja existiu eps do tennant que ele tb fez a msm coisa! Parem de pensar q o doctor é um santo! ele é um soldado! Ele pode tentar n fazer o mal, mas as vezes é inevivael!

      Responder

    • Nicolas Mattos

      outubro 10, 2015 #16 Author

      Gente, a culpa da queda de audiência é da BBC, e não do Peter e nem do Steven.
      Concordo que Steven Moffat não fez um bom trabalho com a 8a temporada e acabou fazendo episódios chatos, mas foi problema de roteiro, pode ver que essa temporada já começou de forma excelente e o Doctor ta ai, correndo e pulando e tocando guitarra e todo o escambau.
      Sei lá, amo Doctor Who e fui obrigado a ter dois corações para caber tanto amor.

      Responder

  • André Moura

    outubro 6, 2015 #17 Author

    O maior problema é a BBC colocando DW nos horários da noite,além de ter que disputar audiência com a Copa do Mundo de Rugby (lá Rugby é que nem basquete no Brasil,só atrás de Futebol)as crianças que são os que mais assistem DW (Lembrando que Doctor Who é para crianças)E esse horário é péssimo para elas como vocês disseram.Não acho que o problema é com as histórias,elas estão muito boas e o tio Moffs tá fazendo finalmente um trabalho excelente.

    Responder

    • Islan Oliveira

      outubro 8, 2015 #18 Author

      Doctor Who é mais generalista, mas era em parte voltado pra crianças, mas as temporadas do Capaldi estão mais voltadas aos adultos, se você ver principalmente a 8ª temporada, com todo aquele contexto de morte e pós-vida.

      Responder

  • Joao Alexandre

    outubro 6, 2015 #19 Author

    A verdade é que está fraquinha sim, mas apenas porque este novo doutor (Peter Capaldi) tem cara de bocó. Ele não tem o jeito “excêntrico” do Matt Smith, nem tem o ar intelectual do David Tennant ou a cara brava, séria e competente do Christopher Eccleston (aquela que você olha e já diz que ele é capaz). Além do mais tem a questão da Missy como uma “frenemy” do Doutor. Mas de acordo com alguns spoilers teóricos que ouvi relacionados com a série clássica, em breve vamos ter novidades assustadoras e vilões que fazem Davros, Weeping Angels e até a assustadora Doutora River Song parecerem viciados em Counter Strike na Elite do FBI.
    E aqueles oculos-de-fenda-sônicos, acho que ele não vai manter aquilo, embora seja útil não vale a pena, é como se dessem super-poderes pro Batman, é legal mas não encaixa. E a Clara é muito dependente, ela disse que vai sair, talvez a nova (a menos que coloquem a Missy como companion) seja mais como a Rose que faça o Doutor perceber como era burro, ou até como a Donna que fazia perguntas sem noção (como: se eu falar em espanhol na espanha a Tardis ainda traduz?, Cena de “The Fires of Pompei”).

    Responder

    • Diogo

      outubro 6, 2015 #20 Author

      Não dá para entender o que você quer dizer. A série não tá fraca, está tendo roteiros bons com histórias que faz refletir a personalidade do Doutor. A Missy ou Mestre sempre foi amigo do Doutor na série clássica, sempre foi assim e continua, só a versão do personagem na 3ª Temporada que passou longe do que é realmente o personagem.

      Sobre os personagens, temos um Doutor inteligente e que tem o jeito dos Doutores da série Clássica e temos uma companion inteligente que ajuda o Doutor e que tem reações humanas, que não aceita tudo que o Doutor diz. E Você quer que a próxima companion volta a ser igual a Rose, que era burra e só piorava mais as situações dos episódios e esperava o Doutor para salva-lá, e que aceita tudo que o Doutor faz e fala e depois se torna mais inteligente que o 10th, que grande parte da era dele foi mais burro que qualquer outro Doutor.

      A Temporada mais Fraca, a pior da série nova é a 2ª Temporada em que a grande maioria dos roteiros eram péssimos, episódios só tinham 20 minutos e o resto era encheção de linguiça que não leva a nada, pro final voltar ao começo e resolver o mistério.

      Responder

      • João Alexandre

        outubro 10, 2015 #21 Author

        Essas primeiras temporadas não foram “encheção de linguiça (um pouco, mas com motivo). Elas foram para pessoas que não tiveram acesso à série clássica e se vissem um dalek (sem saber que existia na série clássica) pensariam que era imitação do R2D2 d Star Wars (já me disseram isso).

        Eu não disse que o “Doutor Capaldi” não é inteligente, eu disse que Tennant tinha um “ar intelectual”, algo que as vezes causa a pessoa cometer mais burrices por se acharem espertas demais. Mas que dava um pouco de graça no personagem. O Capaldi tem um jeito da série clássica, tudo bem, mas ele (na minha opinião) parece meio bocó (como se não tivesse noção do mundo (igual aos da série clássica).

        Responder

    • Maria Antonieta

      outubro 6, 2015 #22 Author

      “Doutora River Song” é uma vilã assustadora agora? E Peter Capaldi tem uma personalidade que é só dele, mas que se encaixa na história de Doctor Who.. Não é o melhor dos doctors mas eu acho que ele ta fazendo um trabalho legal. O problema maior ta nos roteiros e como a própria matéria falo, do horário escolhido pra transmitir os novos episódios.

      Responder

      • João Alexandre

        outubro 10, 2015 #23 Author

        Bem, a Doutora River Song não, mas antes disso (quando ainda se chamava de Melody Pond). Ela poderia ter sido pior do que o Mestre, mas isso foi evitado apenas pela coincidência temporal. Os roteiros estão ótimos, tão bons quanto sempre, mas se você viu a lista de episódios prevista você viu que praticamente todos serão episódios duplos (e parece que um triplo também, não tenho certeza).
        Acho que fazer um filme dividido em duas partes a cada duas semanas deixa um pouco cansativo (minha opinião, ninguem precisa aceitar).

        Responder

    • Islan Oliveira

      outubro 8, 2015 #24 Author

      O problema principal é o horário e a época do ano, se não fosse isso DW estaria provavelmente na média. E a maioria das críticas que vejo ao Capaldi são positivas. Gosto do Matt Smith, mas dos Doctors que vi (1º, 3º, 8º, 9º, 10º, 11º e 12º) ele fez o que menos gosto, pra mim ele entrou jovem demais no papel. O Doutor do Capaldi considero excêntrico, similar à excentricidade do Tennant (minha opinião). Acredito que o Capaldi precise é atuar com um novo showrunner que desenvolva uma história com mais sentido e não uma 8ª temporada com episódios bons, mas QUASE desconexos entre si.

      Responder

  • Doctor Who Wicked

    outubro 6, 2015 #25 Author

    Isso é só Moffat no seu melhor, a BBC nada tem haver com a queda na audiencia.

    Responder

  • Lucas Eid

    outubro 6, 2015 #26 Author

    A 8a temporada foi bem fraquinha, e teve mais audiência, a 9a começou bem agitada, com episódios menos parados, e nada sobre a vida pessoal da clara (ainda bem).
    Não acho o Capaldi rabujento, apesar de ter uma cara de ter, ele teve momentos esgracados. Mas ainsa sinto falta do jeito do David e Matt. Acho que a personalidade dos dois atraia o público.

    Responder

  • Carlinhos

    outubro 6, 2015 #27 Author

    gente pelo amor de deus os 3 primeiros episódios foram otimos

    Responder

    • Bruna

      outubro 10, 2015 #28 Author

      Super tb acho que foram! Mds o primeiro eps em que apareceu muitos alienígenas foi sensacional. Muitas referencias, suspense no final que deixa voce de boca aberta e coração acelerado! Acho fantástico!

      Responder

  • Douglas Whovian doctor

    outubro 7, 2015 #29 Author

    DW e a melhor serie de ficção cientifica, mais as pessoas estao esquecendo do doutor porque os episodios estao indo ao ar muito tarde e o lançamento de novas temporadas esta cada vez mais demorados, mais na minha opiniao a serie continua boa com um enredo fantastico, mais uma coisa que nao gostei, e que esta parecendo que ele nao usara mais chave de fenda sonica, ele talvez ira a substituir por aquele oculos, isso tira muito a raiz excentrica da serie

    Responder

    • Nicolas Mattos

      outubro 10, 2015 #30 Author

      Que nada, daqui a pouca a chave volta. Eles só fizeram isso para o Doctor poder trocar de chave-de-fenda para aquela que é mostrada com a River nos episódios da biblioteca. Lembra que ele tinha uma chave diferente e ela ainda não apareceu? Então, acho que vai ser entregue para a River nessa temporada ou na próxima. 😉

      Responder

  • Silvinho

    outubro 12, 2015 #31 Author

    Toda vez que trocou de Doutor eu esperava não gostar do próximo pelo apego ao último. Felizmente isso não aconteceu quando Tennant substituiu Eccleston, ou Smith substituiu Tennant. Meu sentimento de órfão durou no máximo dois episódios, pois as histórias eram tão fantásticas e divertidas que me envolveram rapidamente e eu me adaptei rápido aos novos doutores.
    Mas com Capaldi isso não aconteceu. A oitava temporada foi a pior de todas. Não consigo apontar um único episódio memorável ou pelo menos na mesma linha de qualidade de roteiro dos anos anteriores.
    E não, a culpa não é do Capaldi, que é um put@ ator, como todos os que foram doutores antes dele. A culpa é do roteiro.
    Onde estão as histórias que fazem a gente se remexer na poltrona?
    Onde estão as viradas sensacionais que nos fazem gritar WTF!?
    Onde estão aqueles episódios que nos fazem rir até doer a barriga e no final puxam nosso tapete e nos deixam com um nó na garganta e lágrima nos olhos?
    Enfim, a oitava e essa nona temporadas nada tem disso e a cada episódio delas no final eu me sinto órfão dos bons roteiros das eras Eccleston, Tennant e Smith…
    O que devia ser entregue a Capaldi foi passado a Michelle Gomez, pois Misty é de longe o único personagem divertido dessa 9ª temporada, que realmente é um Time Lord com todas as suas loucuras espontâneas (inclusive algumas vezes me fazendo lembrar o Eccleston).

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *