E Steven Moffat continua a nos provocar. Recentemente, no livro Doctor Who: The Brilliant Book, o produtor executivo revelou algo no mínimo interessante sobre...


E Steven Moffat continua a nos provocar. Recentemente, no livro Doctor Who: The Brilliant Book, o produtor executivo revelou algo no mínimo interessante sobre o destino dos daleks da Time War, aqueles da era Russel T Davies. Steven teve isto a dizer:

O fato é, nós não vamos perder os daleks antigos. Nós vamos continuar com eles. Eles estão voltando. Nós só vamos usar todos eles (provavelmente se referindo a usar tanto os “velhos” quanto os novos daleks) com patentes diferentes. Tudo o que eu fiz foi dar aos daleks uma classe de comandantes

Universo Who

Publicações feitas por colaboradores que em algum momento fizeram parte da história deste site desde 2009, mas que não mais fazem parte do projeto.

  • Bianca Cavani

    outubro 11, 2010 #1 Author

    Ah, confessa Moffat, um pouco disso, pelo menos um pouquinho, deve ser porque muita gente não gostou dos novos modelos… Pelo menos, a maioria dos comentários que li era desfavorável aos coloridos.
    Contudo, talvez os cor de cobre realmente dessem uma aparência mais heavy, mais sombria. Mas tem a história da hierarquia, e as cores agora os distinguem, e isso é legal.
    Quanto a mim, Moffat pode fazer o que quiser: ele é bom demais!

    Responder

  • Matheus Carvalho

    outubro 11, 2010 #2 Author

    Achei isso meio curioso…Se os Daleks do Russel são impuros…E daleks não toleram impurezas em si próprios…Mas vamos esperar pra ver…Espero que este ano não tenha Dalek na temporada…

    Responder

  • petraberg

    outubro 11, 2010 #3 Author

    De qualquer modo, os Daleks são os inimigos “mais jurados” do Doctor, os mais viscerais, a causa principal da Guerra do Tempo. Para os Daleks, ou são eles os únicos que devem viver no universo, ou são eles. Aquela aparência de saleiro é só para enganar: são puro evil.

    Responder

  • Nando

    outubro 13, 2010 #4 Author

    To de acordo, agora a cor os destingue, e quaisqueres alterações que façam Doctor Who continuará a serSér a Melhor ie de Sempre.

    Responder

  • William Barch

    outubro 15, 2010 #5 Author

    Um detalhe que talvez tenha passado despercebido é que os Daleks nasceram na era do preto e branco, onde a cor fazia pouca diferença, no máximo entre o preto e o branco. O maior problema é que eles sempre foram, e espero que continuem sendo, os maiores inimigos do Doutor, e não há visual que resista quase cinco décadas sem alguma mudança. Algumas ficam horríveis, como o robô do filme de Perdidos no Espaço, talvez a maior heresia que os produtores daquele filme cometeram (entre outras). Acho que boa parte da mudança no visual dos Daleks se deve ao marketing, que precisa licenciar bonecos e outros acessórios, e exigem visuais mais modernos e arrojados. Seria pior se Doctor Who fosse produzido nos EUA, onde a pressão comercial é muito maior.
    De qualquer forma, se o próprio Doutor muda seu visual de quando em quando, por que seus inimigos não podem fazer o mesmo? Em relação ao comentário do Matheus, o que deve se manter puro é a criatura no interior da armadura, e não a roupa que ele veste, ou seja, o exoesqueleto blindado.

    Responder

  • Bianca Cavani

    outubro 16, 2010 #6 Author

    Eu havia entendido que Matheus estava dizendo que a volta dos Daleks do Russell, que eram impuros por dentro, seria incompatível com os novos Daleks, puríssimos, que não toleram essa impureza, o que tornaria a coexistência impossível – e não que os Daleks ficaram impuros por causa da “roupa”. Errei?

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *