Russell T Davies revelou que seus chefes não se importam mais se ele introduzir um personagem gay ou bissexual. De acordo com o The...

Russell T Davies revelou que seus chefes não se importam mais se ele introduzir um personagem gay ou bissexual.

De acordo com o The Sun, o roteirista de Torchwood admitiu que executivos costumavam convencê-lo a não escrever papeis nessa linha.

“Se você fosse um roteirista novo, as pessoas poderiam dizer, “Vamos parar com essa “gayzisse”, isso não acontece mais.”

Davies continuou: “Capitão Jack é um personagem bissexual ótimo, grande e presunçoso. As pessoas não ligam pra isso.”

Fonte: Digtal Spy

P.S: Aproveitando a notícia, confiram a nova adição ao elenco de Torchwood, a atriz Lauren Ambrose, conhecida por Six Feet Under (À Sete Palmos), aqui o link.

Universo Who

Publicações feitas por colaboradores que em algum momento fizeram parte da história deste site desde 2009, mas que não mais fazem parte do projeto.

  • catherine

    janeiro 21, 2011 #1 Author

    whaaaaaaaaaaaaaaaat?!?!!?!?!?!?!?!?
    O Capitão Jack é bissexual ?!?!?!?!?!?!?!?!
    eheheheheh
    A desinformada =/

    Responder

    • Eddy

      janeiro 21, 2011 #2 Author

      O pessoal chama ele de ‘omnisexual’ (adaptado para o português como ‘onissexual’): ele pega homens, mulheres e aliens de qualquer sexo, até hermafroditas…

      Responder

  • José

    janeiro 21, 2011 #3 Author

    hahah nem acho que ele seja bi, ele está mais para pansexual uahauahu
    ele pega QuALQUER UM que deixar.

    Responder

  • Luan

    janeiro 21, 2011 #4 Author

    “Omnisexual” e “pansexual” são palavras sinônimas em inglês e traduzem-se ambas em português como “pansexual”. Embora “onissexual” seja um vocábulo possível e muito bem formado, não acho que haja necessidade de utilizá-lo, já que o termo “pansexual” consta nos dicionários, já foi consagrado pelo uso e substitui “onissexual” sem qualquer alteração semântica.
    O capitão Jack é uma personagem indubitavelmente incrível! E é ótimo perceber, através de uma constatação interna, que a indústria televisiva anda mais tolerante e menos homofóbica e conservadora.

    Responder

  • petraberg

    janeiro 21, 2011 #5 Author

    Para ser sincera, tenho visto mais demonstração de heterofobia que de homofobia…

    Responder

  • Recio

    janeiro 22, 2011 #6 Author

    Isso é bom, acabar com rótulos e estereótipos. Acho que Doctor Who e Torchwood estão fazendo um bom trabalho com isso, tratando como um fato e não como uma questão.

    Responder

    • Matheus Carvalho

      janeiro 22, 2011 #7 Author

      E acho mais interessante a introdução de um personagem como o Jack em Doctor Who…Pelo fato de ser um programa infantil…

      Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *