O ator contou à SFX que seu papel é uma “referência constante” ao lidar com situações difíceis.. “Quando estou ficando estressado com algo, uma...

O ator contou à SFX que seu papel é uma “referência constante” ao lidar com situações difíceis..

“Quando estou ficando estressado com algo, uma ligação, um e-mail ou seja lá o que for, eu… tento ser mais como ele” Smith explica. “Ele sempre dá uma chance pras pessoas. E eu realmente venho aprendendo muito de mim mesmo interpretando-o, porque quando você passa tempo com alguém que é bom, você começa a pensar daquela forma, com o mesmo padrão.”

Smith também falou que o produtor Steven Moffatt é outra inspiração, descrevendo-o como “heróico”.

“Eu definitivamente sinto como se ele estivesse escrevendo mais e mais para mim, o que é realmente recompensador, ter um escritor desse calibre escrevendo pra você. A rapidez e a habilidade com que ele produz esses roteiros é bem heróica, eu acho.”

Fonte: Doctor Who TV

Universo Who

Publicações feitas por colaboradores que em algum momento fizeram parte da história deste site desde 2009, mas que não mais fazem parte do projeto.

  • Nando

    novembro 19, 2010 #1 Author

    Matheus Carvalho, se quiseres dou-te muitos episodios da serie doctor who, tenho ate ao arco 155 que e o ultimo, e posso darte os filmes (3) e mais 1 especial

    Responder

  • petraberg

    novembro 19, 2010 #2 Author

    Eu também me inspirava no Doctor, mas agora cansei de ser boazinha e estou me inspirando no Master e nos Daleks…

    Mas, falando sério, se é verdade que a ficção tem o poder de influenciar pessoas, Doctor Who é mesmo uma série que, sem ser nem remotamente moralista (o próprio Doctor enfrenta dilemas, culpas, remorsos), apresenta modelos bastante positivos, como valorizar o bem comum (e não só o particular), não ficar deslumbrado babando acriticamente diante da tecnologia, idem com os bens de consumo. Não que os personagens sejam contra aproveitar as delícias do consumo, mas não se deixam devorar por isso (como, por exemplo, em Gossip girl).
    É como se esta série dissesse para nós(assim como o Doctor nineth disse, despedindo-se, para Rose): tenha uma boa vida (e larga de besteira!).

    Responder

  • João

    novembro 19, 2010 #3 Author

    Matheus será q posso contribuir e fazer parte do site?

    Responder

    • Matheus Carvalho

      novembro 19, 2010 #4 Author

      Pode contribuir sim cara…Se quiser ajudar a legendar alguma coisa, traduzir…Algum conteúdo…Passa pra um dos administradores que a gente publica…(Os emails ficam na barra lateral, se quiser me adicionar no msn também…tranquilo, é o mesmo email)

      Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *