Nessa entrevista os dois falaram tanto de Sherlock, quanto de Doctor Who. Para vê-la completa clique aqui. Abaixo alguns trechos com perguntas sobre o...

Nessa entrevista os dois falaram tanto de Sherlock, quanto de Doctor Who. Para vê-la completa clique aqui.

Abaixo alguns trechos com perguntas sobre o seriado:

AX: Há algo verdadeiro no rumor que diz que Benedict Cumberbath (o Sherlock da série) aparecerá em Doctor Who como o novo Mestre?

MOFFAT: Não, não há – a não ser que de repente haja. Quer dizer, realmente, honestamente, afinal, não existem planos para isso – não garanto que não estou mentindo e não garanto que não posso mudar de idéia. Então aí vai você. Resposta inútil.

GATISS: Também a melhor resposta.

AX: Matt Smith é seu Doutor favorito?

MOFFAT: Correto!

AX: Voltando pra DOCTOR WHO, você se preocupou por estar entrando no mesmo momento em que David Tennant saía?

MOFFAT: Se lhe oferecem o trabalho que você sempre quis, desde os 7 anos e alguém vem e te diz, “Você pode ter o emprego – oh, mas David Tennant está saindo…” Não, claro que não. Quer dizer, eu odiei o tanto de trabalho que teria [risadas], mas não, realmente, eu queria fazê-lo. Sou um fã de Doctor Who de muito tempo, assim como Mark. Sabe, Doutores vêm e vão. Já tiveram tantos deles que foram completamente brilhantes. Você não está simplesmente caminhando com um par de sapatos quentes, você está caminhando com 10 pares de sapatos quentes.

GATISS: Você fala com David – David é um fã da velha-geração. Ele sabe do seu trabalho e claro que ele fez um trabalho incrível e foi um Doutor maravilhoso, amado por milhões, mas a essência do programa é a continuidade.

MOFFAT: É mudança.

GATISS: É mudança.

AX: Como você chegou a escolher Matt Smith para o papel do Doutor?

MOFFAT: Você já o viu. Ele entrou e era literalmente um jovem velho quente e um cientista excêntrico ao mesmo tempo. Ele tinha um rosto com tantos planos angulares estranhos que você não poderia descobrir como tudo estava junto – “Vamos lá, claro que voltamos muito atrás…” E ele tem os trejeitos de um professor de história de 50 anos e seu cabelo parece que foi feito numa fábrica. Como poderíamos não escalá-lo?

GATISS: E ele entrou e nós dissemos, “Tem que ser ele”.

MOFFAT: Ele foi a primeira pessoa que vimos para ser o Dr. Watson.

GATISS: E três dias depois ele foi fazer o teste para o Doutor.

MOFFAT: Ele teve uma excelente audição como Dr. Watson. Nós meio que dizemos, “Olha, ele é brilhante, ele não é realmente como Sherlock Holmes.” Porque eu estava no meio da escalação de DOCTOR WHO – “Talvez ele seja Doctor Who.” Nós o vimos três dias depois, e foi simplesmente [faz um baralho de algum aterrisando de forma pesada].

AX: Vocês podem falar algo que possamos ou não esperar pras próximas estórias de Doctor Who?

MOFFAT: Excitação, uma montanha-russa de emoções e alegria inimaginável.

GATISS: E fezzes.

MOFFAT: Haverá um retorno do fez.

AX: Algum ator, diretor ou escritor convidado?

MOFFAT: Certamente que sim.

GATISS: Vou fazer uma previsão – acho que um certo número tomarão lugar no tempo e espaço.

MOFFAT: Estamos filmando o Especial de Natal com Michael Gambon e Katherine Jenkins, e é um grande espetáculo de Natal, mas realmente e verdadeiramente, vamos te dar a informação [sobre os episódios] quando você estiver mais curioso do que agora. Eu darei só esse tantinho: Amy e Rory estão por toda parte. O Doutor e os Ponds.

Universo Who

Publicações feitas por colaboradores que em algum momento fizeram parte da história deste site desde 2009, mas que não mais fazem parte do projeto.

  • petraberg

    novembro 18, 2010 #1 Author

    Que entrevista legal! A primeira resposta é brilhante e engraçada. Ele é genial em tudo, até em entrevistas.
    A forma como ele descreveu o Matt é bem o que eu penso. Aquele rosto anguloso do Matt, que adquire, às vezes, umas sombras tão interessantes… Foi uma excelente escolha.
    Se não tivesse sido o Matt, o ator que faz o Sherlock também daria um ótimo Doctor. Como Master, o Benedict também não seria nada mal…

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *