A BBC divulgou uma série de entrevistas oficiais com o elenco sobre a nova temporada, que vai ar a partir do dia 15/04 no... Entrevistas oficiais da 10ª temporada – Pearl Mackie

A BBC divulgou uma série de entrevistas oficiais com o elenco sobre a nova temporada, que vai ar a partir do dia 15/04 no Reino Unido. Traduzimos a seguir a entrevista com Pearl Mackie, que interpreta Bill Potts, a mais nova companion do Doutor.

pm

O que podemos esperar da 10ª temporada?

Tem muita agitação pela frente – novas e animadas aventuras, novos monstros e alguns dos antigos retornando. Nós temos uma turma que vê o Doutor com novos olhos. Eu acho que a 10ª temporada é um bom ponto pra começar se você nunca assistiu Doctor Who, porque a Bill é tão nova no mundo de Doctor Who – você meio que vê tudo pelos olhos dela. Então enquanto ela aprende sobre isso, você pode aprender também, o que eu acho que é muito animador. Nós temos alguns perigos também – há alguns momentos bem ameaçadores, mas também tem humor. Eu espero que gostem!

Como é trabalhar com Peter?

A primeira vez em que eu encontrei Peter foi durante os testes para o papel, num hotel. Eu conheci Steven Moffat, Brian Minchin e Andy Pryor (diretor de elenco). Obviamente eu fiz a leitura com Peter. Foi alucinante – evidentemente, eu tinha que manter segredo, então não podia contar a ninguém o que eu estava fazendo ou onde estava indo, então eu apareci no hotel vestindo uma camiseta larga, calça jeans e um par de tênis amarelos. Nós (Peter e eu) lemos a primeira cena sentados. É uma das primeiras cenas do primeiro episódio. Para a próxima cena, ele sugeriu que levantássemos, como se estivéssemos dentro da TARDIS. Eu disse “OK”, mas eu fui ensinada que, em testes para a câmera, você senta e move o rosto o mínimo possível, então ficar de pé era novo pra mim. Mas, obviamente, era na TARDIS, então Peter estava correndo para todos os lados, apertando botões e puxando alavancas que não existiam e eu não sabia o que estava acontecendo. Mas, felizmente, é isso que a Bill deve fazer nessa cena, então funcionou a meu favor.

O que torna Doctor Who único?

Bem, estar há tanto tempo no ar, eu acho que é um dos pontos que faz de Doctor Who único. Uma das maneiras com que tem sucesso em fazer isso é a regeneração do Doutor e também trazer novos companions pelo caminho. É um personagem com quem você já está familiarizado, mas que existem diferentes interpretações dele, então isso permite que a pessoas se relacionem com ele de maneiras diferentes, e se relacionem com os diferentes companions, e todo mundo têm os seus favoritos  – seja aquele que cresceram assistindo, ou o que assistiram quando mais velhos, ou qualquer coisa assim. Eu acredito que uma coisa que torna Doctor Who tão diferente de todos os outros programas é que pode ser completamente pessoal e todo mundo têm sua própria relação com a série. Eu acho que é isso que faz com que tenha tanto sucesso e dure tanto tempo.

Você tinha alguma ideia do impacto global de Doctor Who?

Eu tinha alguma ideia de que era um grande show. Eu não sabia em quantos países era tão grande antes de conseguir o papel. Eu sabia que era transmitido nos Estados Unidos, eu não sabia que era um dos programas mais assistidos no dia de Natal nos Estados Unidos. É enorme e é tem uma quantidade enorme  de admiradores pelo mundo. Até no Twitter, eu recebo mensagens de fãs em línguas que eu sequer entendo, o que é ótimo, mas eu gostaria de saber o que eles estão dizendo! Ir para Nova York foi incrível; eu nunca tinha estado em Nova York. Ir para a Comic Con foi maravilhoso – já tinha gente vestida como eu. É super legal – eu acho que os fãs desse programa são tão dedicados a ele, é surpreendente. Eu tive uma ótima recepção até agora. Pessoas vestidas como eu, e eu ainda nem estreei na tela!

Quem é Bill Potts?

Bill é legal – ela é bem jovem, não entende muito do mundo. Ela é bem real – ela não teve uma criação muito fácil e enquanto ela não deixa que isso afete muito o seu cotidiano, isso está lá, embaixo da superfície – ela pode ser bem defensiva. É inteligente, entusiasmada, um pouco nerd – ela gosta de coisas de ficção científica, gosta do espaço e coisas assim, então quando ela realmente sai para aventuras com o Doutor e descobre que aliens são de verdade, coisas desse tipo, isso a deixa realmente impressionada, o que é muito legal.

Você pode descrever a relação dela com o Doutor?

É bem interessante no começo – a relação deles é muito como mestre e aluno. Tem um clima de “O Despertar de Rita”* no começo, quando eles se conhecem. Existe uma certa fascinação da Bill quanto ao Doutor – ela fica muito interessada na maneira como a mente dele funciona – ele deveria estar dando uma palestra sobre ciência e acaba falando sobre poesia e diz que as duas coisas são iguais. A mente dele funciona claramente de uma forma diferente de qualquer outra pessoa que ela tenha conhecido, o que eu acredito que é muito fascinante pra ela. Uma coisa que ele gosta nela é que ela não está assustada a respeito de todas as coisas que ela não sabe – ela sempre quer saber mais – está interessada em se envolver, que é uma das coisas que o arrasta até ela.

Você está empolgada para o retorno de Matt Lucas na 10ª temporada?

Matt é brilhante – ele é um cara formidável para se ter por perto. Ele é sempre otimista – nós dois gostamos muito de musicais, então passamos muito tempo do primeiro episódio cantando músicas de várias peças um para o outro.

Como você lida com o lado físico de trabalhar em Doctor Who?

Acho que caminhei uns 3km ontem. Eu tenho corrido bastante – não tanto quanto eu pensava, na verdade, mas ainda não filmamos toda a temporada**, então deve ter um tanto mais ainda. Mas é legal, eu gosto da parte física do papel – eu fiz um programa com bastante demanda física antes desse, então eu acho que isso me manteve em boa forma para correr dos monstros.

Como Bill aprende a lidar com todas as coisas extraordinárias que ela vê quando está com o Doutor em suas aventuras?

Eu acho que ela se joga e fica feliz em se envolver. Ela pergunta muitas coisas – ela muito questionadora e muito inteligente, então ela pergunta ao Doutor muitas coisas que ele não teve, necessariamente, que responder por um bom tempo. Eu acho que esse é o jeito como ela passa pelas coisas – perguntando a ele o que está acontecendo, avaliando suas respostas e dizendo as coisas como ela as vê. Ela tem uma natureza aberta e sincera, que é como eu acho que ela passa por essas coisas.

A BBC também divulgou um vídeo sobre a nova personagem (em inglês):

* Filme de 1983

** A temporada acabou de ser gravada no dia 07/04, a entrevista foi feita antes disso.

Fonte: DoctorWhoTV

Denise Ferreira

Jornalista apaixonada por histórias e personagens fictícios, principalmente se eles viajarem pelo espaço a bordo de uma cabine azul.

No comments so far.

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *