A série ficará sob o controle da BBC com a emissora Starz (Party Down) dando um incentivo financeiro. O presidente da Starz Chris Albrecht,...

A série ficará sob o controle da BBC com a emissora Starz (Party Down) dando um incentivo financeiro. O presidente da Starz Chris Albrecht, disse que a série “certamente terá” um maior orçamento devido à co-produção. Também disse ao Hollywood Reporter:

Em Children of Earth o quartel general da Torchwood foi destruído, então retornaremos com a necessidade da volta da organização. Boa parte da história se passa nos Estados Unidos, e com uma série de personagens dentro da agência de inteligência americana que precisam juntar forças com Gwen e o Capitão Jack para lidarem com a situação em questão.

Diz o criador, Russell T. Davies

É o próximo passo. Não é uma nova versão, não é um reboot, simplesmente mudamos de país. Anteriormente a série era muito presa ao formato “Monstro-da-Semana”,  e por ser uma história contínua “Children of Earth” foi um grande passo. Não vai ser que nem Lost e demorar vinte anos para que se descubra o que está acontecendo. Terá uma conclusão notável depois de  episódios.

Ele adiciona que o primeiro episódio é o mesmo piloto que ele escreveu para a FOX, sete meses atrás. Depois que a parceria foi descartada,  a empresa gentilmente permitiu que ele levasse o projeto para o Starz. A série continuará a se passar num universo onde todos sabem que aliens são reais, mas novos espectadores não terão problema em para acompanhar a história a partir desse próximo episódio.

Continua, com a tradução do comunicado oficial à imprensa

Comunicado este, devo dizer, escrito no maior estilo “Organizações Tabajara”:

BBC Cymru Wales, BBC Worldwide e a rede de entreterimento americana Starz Entertainment, anunciam hoje uma co-produção que desenvolverá a nova temporada do drama de ficção científica hit da BBC, Torchwood. A BBC Worldwide também distribuirá  a temporada para emissoras ao redor do mundo.

A temporada de dez episódios será escrita por um time liderado pelo criador de Torchwood, Russell T Davies, e produzida pela  BBC Worldwide Productions. Davies e a supervisora dos tramas roteirizados da BBC Worldwide Productions, Julie Gardner, retornarão como produtores executivos juntamente com Jane Tranter. A temporada foi comissionada pelo controlador da BBC ONE, Jay Hunt, controlador da BBC Drama, Ben Stephenson, e pelo presidente e CEO da Starz Entertainment , Chris Albrecht.

Enquanto as temporadas anteriores se passaram e eram filmadas em Cardiff, Wales, esse novo capítulo terá histórias que se espalham por locações nos Estados Unidos e ao redor do mundo. John Barrowman e Eve Myles retornarão nos papéis de Capitão Jack e Gwen, respectivamente, e serão acompanhados por novos rostos.

Anunciando o projeto, Ben Stephenson, controlador das comissões da BBC Drama disse: ” Nós temos um longo histórico de trabalho com várias emissoras americanas, mas é incrivelmente excitante estar trabalhando com a Starz pela primeira vez, bem como ser reunido com o melhor da Inglaterra com o Russell a Jane e  a Julie. Torchwood explodirá novamente nas telas com uma história chocante e comovente com riscos globais e locações que deixarão a série maior e mais audaz que nunca”.

Jane Tranter da BBC Worldwide Productions, adicionou: “Torchwood atraiu uma atenção notável e uma lealdade de seus fãs tanto no Reino Unido como nos Estado Unidos e com essa nova parceria com a Starz, o próximo capítulo não apenas satisfará nossos fãs atuais, mas entregará aos novos espectadores nossa temporada mais impressionante até agora.

“Nós somos comprometidos com ter uma programação excepcional de televisão  que além de entreter é imaginativa e oferece uma experiência premium de TV,  e em todos esses padrões o novo conceito para Torchwood se adequa ao que procuramos,” , disse o presidente da Starz Chris Albrecht. ” Eu fui parte de colaborações bem sucedidas com Jane Tranter e a  BBC anteriormente,  e estou muito ansioso para trabalhar junto com eles novamente”.

Torchwood é um drama que coloca ameaças alienígenas num mundo muito real, e se pergunta como a humanidade lidaria com o perigo, enquanto luta contra os instintos humanos mais perigosos. A série originalmente foi comissionada e produzida em 2006 pela BBC Cymru Wales.  A última temporada de alta octanagem capturou uma audiência britânica de mais de 6 milhões.

A BBC Worldwide distribuiu temporadas anteriores de Torchwood ao redor do mundo, para territórios como Coréia, Japão, Itália, Espanha, Israel, Rússia e América Latina.

Dentre as milhares de coisas formuladas da maneira mais absolutamente americana nesse comunicado, eu escolheria a descrição de “Children of Earth” como uma temporada “de alta octanagem” como o melhor representante dos perigos que a série corre criativamente com essa mudança.

A temporada est[a prevista para ir ao ar entre maio e agosto de 2011.

Descaradamente traduzido do io9

Universo Who

Publicações feitas por colaboradores que em algum momento fizeram parte da história deste site desde 2009, mas que não mais fazem parte do projeto.

  • Breno Costa

    junho 7, 2010 #1 Author

    Olha, vai ser uma mudança drástica, mas eu acho que Torchwood pode dar a volta por cima.

    Fiquei feliz pelo Starz ter pego a série, canal que conta com algumas boas produções, e fiquei mais feliz ainda por Russell ficar no comando. O controle de danos poderá ser feito.

    Não vou condenar antes de ver um teaser ou algo assim, mas tenho esperança em Torchwood. Quem sabe não acaba dando certo?

    Responder

  • Jack

    junho 7, 2010 #2 Author

    “e por ser uma história contínua “Children of Earth” foi um grande passo. Não vai ser que nem Lost e demorar vinte anos para que se descubra o que está acontecendo. ”

    serio eu ri com essa parte da entrevista, mas ah vamos tentar dar uma fé pros americanos. querendo ou nao vamos ter Russel T Daves pra nos ajudar 😀

    nao tem data de estreia prevista?

    Responder

  • Renata

    junho 7, 2010 #4 Author

    Talvez fique bom, talvez acabe sendo uma merda, quem sabe. Apesar disso acho que vai ser difícil manter o “padrão Torchwood” numa versão americana da série. Além do mais, sendo a fangirl que eu sou, não vou gostar da coisa de Jack e Gwen SEM Ianto no meio pra interferir. enfim né, fazer o que.

    Responder

  • Harry

    junho 8, 2010 #5 Author

    Não sei por que infelizmente neste caso. No título isso fica estranho.

    Se é a mesma equipe criativa e eles tiverem liberdade não vejo por que ser ruim.

    Mas eu preferia que um canal tipo o SyFy pegasse a série, de qualquer maneira é um boa notícia.

    Responder

  • Harry

    junho 8, 2010 #6 Author

    E como é um canal a cabo e a produção é prioritariamente do time da BBC acho que não vai haver muitas mudanças. Sendo trabalhado corretamente tem muito potencial.

    Responder

  • Marcelo

    junho 8, 2010 #7 Author

    O comunicado tem mais noticias boas que ruins

    1. A série ganha uma nova temporada, a BBC sempre pareceu não ter muito interesse em Torchwood, sempre dificultou a renovação para novas temporadas, acho que ela não iria tocar a nova temporada sozinha

    2. O Davies continua no controle criativo, lógico que alguma adaptações serão feitas para apresentar a série para um publico que talvez não a conheça (este é o maior risco), mas depois do final de “Children of Earth” mudanças teriam que ocorrer de todo jeito

    3. A Eve Myles retorna a série (acho a Eve bem sexy), durante um tempo achei que ela era carta fora do baralho, é mais uma personagem que o publico da série já conhece

    4. A FOX deu o fora e foi substituída pelo Starz passando a série para TV a cabo, então aquele possível caminho mais moralista da TV aberta americana pode ficar de fora da série

    5. Os americanos são muito criticados por produzir algumas porcarias, mas eles também produzem muitas coisas boas

    6. o Starz vem tentando ganhar espaço na TV americana com produções bem caprichadas, o orçamento e a parte técnica da série devem ser de primeira, bem melhor do que a BBC ofereceria, já que por aqueles lados a crise anda mais brava

    Tem chance de dar errado, mas agora parece ter boas chances de dar certo, as filmagens e escolha do elenco devem começar começar lá pelo final do ano. Vamos esperar

    Responder

  • Hugo Cesar

    junho 8, 2010 #8 Author

    Será que ainda temos alguma chance de ver Lois Habiba na quarta temporada? Eu realmente gostei dela ( e acho um personagem melhor que Gwen ).

    Não achei a mudança ruim. Até prefiro o estilo de história mais continuativa e essa é uma chance para a série crescer ainda mais. Só espero que eles não distancie muito da história das temporadas anteriores.

    Responder

  • Matheus Carvalho

    junho 8, 2010 #9 Author

    Opa, eu gostei muito da notícia…Não acho que a serie va perder o ritmo que tem…Muito feliz por isso.

    Responder

  • luke

    junho 8, 2010 #10 Author

    Parece-me que a série vai ter um grande futuro, mas gostava de saber se o Jack e a Gwen vao continuar ou não.

    Pelo menos se a 4 tiver sucesso, a 5 terá mais episódios.

    Responder

  • Ricardo Melo

    junho 8, 2010 #11 Author

    Vai ser bacana. Talvés menos gay, mas terá mais efeitos e quem sabe uma equipe internacional, tipo…quem sabe não abre vaga para um brasileiro ?

    Responder

  • Alti

    junho 8, 2010 #12 Author

    Não concordo com o “infelizmente”.
    A série está mais segura no Starz do que em qualquer outra emissora aberta dos EUA.
    Como diz o comunicado, o orçamento vai ser maior e a série vai “rodar o mundo”, ou seja, esperamos mais ação e aventuras nessa temporada.
    Americanos produzem as melhores (e algumas das piores) séries do mundo, então não há motivos pra desespero, já que canais a cabo geralmente capricham mais em suas produções.
    Pelo que aparenta a história dessa temporada vai ser meio contínua, e eu acho que é o melhor caminho para Torchwood.
    E como já foi citado… a equipe de criação original está presente, o Starz é um mero co-produtor. Se a série fracassar a culpa pode ser de qualquer um, menos do canal americano.
    Enfim, espero uma ótima temporada para a série, que provavelmente sem algum canal americano envolvido seria cancelada.
    Só vou sofrer esperando até 2011, rsrs.

    Responder

  • maria clara

    junho 8, 2010 #13 Author

    que bom que não vai acabar!!!

    Responder

  • Mari

    junho 8, 2010 #14 Author

    blé… a bbc poadia cuidar melhor dos filhos, neh? Mas, pelo menos,não é a fox. Agora é esperar para ver.

    Responder

  • junho 9, 2010 #15 Author

    Ah, espero que ela continue gay, pois fazia parte do charme da série. Desde a aparição do Jack no Doctor Who que esse lado “queer” dele me cativou. Não vão transformá-lo num machão sem graça agora, né?

    Responder

  • Samm Eater

    junho 9, 2010 #16 Author

    Go Go!! Capitão Jack FOR THE WIN. 😀

    Responder

  • Cláudio

    junho 14, 2010 #17 Author

    Pelo menos ainda está sendo escrita pelo Davies. Eu confio no trabalho dele. Pode ser que com isso, vamos perder um pouco do estilo da série mas são os mesmos protagonistas, com os mesmos atores, espero que eu continue tão apaixonado por Torchwood como estava antes.

    Veremos em breve.

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *