Bem, dia 31 o fandom comemorou 1 ano de seu marco 0 e no último fim de semana rolaram encontros e mais encontros em...

Encontros Whovians 1 Ano Bem, dia 31 o fandom comemorou 1 ano de seu marco 0 e no último fim de semana rolaram encontros e mais encontros em diversas cidades por esse país varonil! Infelizmente alguns grupos acabaram não participando do evento, mas encontros hão de vir e grupos novos estão surgindo por aí a qualquer momento. Caso você seja de um dos 6 estados sem grupo, cria aí! Se não houver um pioneiro, não haverá um grupo.

Mas voltando aos encontros… Aconteceram no total 8 eventos, em: Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Recife, Fortaleza, Natal, Brasília e Porto Alegre.

Abaixo vídeos, relatos e fotos dos encontros:

Salvador (BA):

Não há fotos/vídeos. Escrito por Lucas Gabriel.

“Fomos a uma creperia, muito simpática aliás… Quando cheguei havia apenas um whovian, mas não me deixei abalar, logo mais gente chegou e o encontro começou a ficar melhor. 12 pessoas compareceram no total, entre essas, eu e mais outro cara novato. Estava com certa vergonha, pois chegaria no encontro cheio de pessoas desconhecidas e me sentiria meio deslocado. Ao contrário, todos foram bastante legais comigo. Apesar de todos terem gostos, idades, estilos de vida diferentes, nos reunimos todos por uma causa em comum, Doctor Who. Como fã, adorador da série e sem amigos que gostam da mesma, foi uma experiência única. Conversamos sobre episódios, o que esperar da 7ª temporada , crossovers interessantes e etc. Mas como sempre, a maioria do tempo pouco se falou sobre a série. Por um momento fiquei observando os núcleos de conversa, e foi incrível. Num segundo falávamos sobre Nutella, no outro, o assunto era Internet, e logo depois, Batman. Estranho, mas bastante curioso. A medida que o dia passava, o encontro ficava mais interessante, tanto é que nos empolgamos tanto conversando que esquecemos de tirar fotos! Voltei para casa à noite, antes do fim do encontro (terminou quase às 22h), amei e estou contando os dias para o próximo, que já foi marcado, e com certeza terá a minha presença.”

 

Fortaleza (CE):

Não há fotos. Escrito por Thais Vidal.

“Não tivemos bolo da TARDIS, cosplay, brindes nem nada do tipo, mas foi maravilhoso. Ninguém novo apareceu, infelizmente, mas demos boas gargalhadas. Como disse o Ataliba, começamos a nos encontrar por causa de DW mas continuamos porque viramos grandes amigos, e isso é o que importa.”

 

Brasília (DF):

 

Belo Horizonte (MG):

BH

Escrito por Mayra Magalhães.

“Depois de quase um ano, nos reunimos novamente no mesmo bat-local do primeiro encontro whovian de Minas – no Coreto do Parque Municipal de Belo Horizonte – para relembrar e viver. Os rostos de sempre estavam presentes, mas também apareceram whovians novos que foram devidamente iniciados. Mas também apareceram whovians novos. Contudo, dessa vez a iniciação não teve os famosos fish fingers com custard, que foram substituídos pelo teste do Peão da TARDIS Própria. Pode soar complicado, mas ele é relativamente simples: consiste em simular a máquina do tempo do Doctor no vórtice temporal. Para tanto, é preciso pegar uma vareta, dar 15 voltas rápidas em torno do próprio eixo mantendo-a em mãos, arremessá-la longe e tentar pular sobre ela sem cair no chão. Como vergonha pouca é bobagem e o amor pela série é muito grande, todos os novatos toparam o desafio em um parque lotado com pessoas de todos os lados. Aqueles que ainda não passaram pela iniciação, fiquem tranquilos, haverá outras oportunidades. Além disso, foram questionados sobre o que acham da River e da Donna. As respostas corretas contaram muitos pontos. Após essas provas de amor pela série e pelos companions, a diversão não parou. Como de costume, conversamos sobre tudo e quase não falamos de Doctor Who. Os assuntos foram de críticas ao filme do Batman até mesmo o crush em Leonard Nimoy – claro, tudo com muita POLÊMICA. Os assuntos foram de críticas ao filme do Bátima até o crush em Leonard Nimoy – claro, tudo com muita POLÊMICA. Sentimos falta de alguns membros para deixar tudo ainda mais hilário. Houve muitos comes e bebes super “saudáveis”, jelly babies e, como de costume, BOLO! Como era aniversário do fandom e Luna – uma de nossas companions – estava prestes a completar 25 anos, fizemos uma celebração. Na falta de velas, colocamos duas barras de Bis e cantamos parabéns. Como se pode ver, encontro whovian em Minas sempre é sinônimo de coisas inusitadas – e elas não pararam por aí. Entre nós estava o Luigi, que além de ter habilidade com artes circenses, teve também paciência o suficiente para nos ensinar a fazer malabarismos com diabolo (uma espécie de iô-iô). A Mahiba atingiu o nível profissional antes mesmo do encontro acabar. Por tudo isso, o evento foi FANTASTIC! Que venham outros!”

Rio de Janeiro (RJ):

Escrito por Freddy Pavão.

“Sabem aquela frase “Tamanho não é documento”? Pois é, essa frase fez muito sentido no domingo passado. Graças a uma das chuvas mais pesadas que um domingo de manhã poderia ter, nosso encontro acabou desfalcado de pessoas. Tivemos 11 pessoas apenas mas garantimos que foi muito, mas muito legal! Sorteamos o pôster com a imagem oficial do evento (aquela feita pela Mayra) e um DVD com um apanhado dos melhores episódios da série clássica. Tivemos Fish Fingers and Custard (a parada é boa mesmo!) E até um bolo com direito a parabéns pro fandom e tudo mais. É isso, no quesito pessoas a gente estava desfalcadaço, mas em qualidade, meu caros, foi genial!”

 

Natal (RN):

Escrito por José Aquilino.

“Eu e mais 3 amigos meus fomos juntos. Chegando lá, encontramos com um cara do grupo e logo depois achamos outra amiga, também fã de DW. Quando já pensávamos que ninguém mais apareceria, eu e um amigo meu saímos pelo parque com o app da Sonic Screwdriver ligado e dois carinhas responderam, tocando a abertura da série no celular. Ouviram do encontro, mas não eram do grupo, fizemos até um vídeo lá.”

 

Porto Alegre (RS):

Encontro Whovian RS Não há vídeos. Escrito por Patrícia Duarte.

“Foi bem interessante, ficamos com medo que o frio e a garoa espantassem a freguesia. Mas compareceram muitas pessoas, no total, um pouco mais de 40, porque paramos de contar depois de um tempo. Fizemos várias sessões de perguntas com distribuição de brindes. Exibimos o trailer novo, e o discutimos…Ficamos horas falando sobre preferências, destino da série, comemos muito, assassinamos a TARDIS e a devoramos com chá. Veio um representante da Quadrante Sul, que é uma Editora independente de quadrinhos daqui, que me convidou para um debate de Sci Fi na Feira do Livro de Porto Alegre, onde inclusive faremos exposição! A Letícia Sausen Hamester do Timelords aterrisou por aqui também e participou conosco, foi legal a integração! Cantamos parabéns para todos nós, e também pudemos conversar com pessoas que estavam visitando a Usina do Gasômetro sobre a série, inclusive várias pessoas ficaram encantadas e não conheciam ainda Doctor Who. De Cosplay tivemos uma 11th-femme e um mini 9º, mas muitas bowties e acessórios. Foram 6 horas de diversão.”

 

São Paulo (SP):

Escrito por Erick Marques.

Eu não esperava, mas tinha mais de 25 pessoas no encontro.” Assim Aline Delmonte descreveu no primeiro dia de agosto do ano passado, o primeiro de muitos piqueniques whovians que estariam por vir. Contando mais que 50 membros no primeiro mês de existência (e hoje com exatos 466 membros), era de se esperar que o primeiro piquenique pós-GallifreyCon e ainda comemorando o um ano de fandom fosse gigante. Ao entrar no Ibirapuera e me dirigir à frente da bienal, onde estava planejado ocorrer o encontro, já vi um grupo enorme sentado na grama. Enorme, mesmo. Do tipo que eu olhei e pensei “caralho!”. Ocupando um grande pedaço do gramado e atraindo diversos olhares de transeuntes, mais de 100 whovians se apresentavam alegremente, dizendo seu nome, idade, Doctor e companions preferidos. O número de pessoas aumentou, mas a tradicional apresentação não. Depois da GallifreyCon, que atraiu bem mais pessoas do que o esperado pelos organizadores, ver a comunidade whovian tão grande e reunida assim não deveria impressionar, mas impressionou. Estar no primeiro encontro, como estive, e agora ver a evolução de tudo isso… É lindo. Com a presença de pessoas das mais diversas idades, de time babies à time mothers, e inclusive um violinista que animou a galera tocando temas da nossa série querida e de diversos outros filmes e seriados, o clima de fazer novos amigos e se divertir enquanto comíamos os doces e salgados foi o que só um piquenique whovian pode oferecer. Com o sinal de que a chuva ia começar, fomos para debaixo da cobertura que rodeia a bienal. Lá começariam o sorteio de prêmios e o quiz, que mesmo com grande parte da galera participando, estava tão difícil que apenas UMA pessoa acertou 10 respostas de DOZE. E esse foi o máximo. Seus poser. Os prêmios variaram de singelos bottons e simples pôsteres à kits doados pela LogOn (contendo o Box da primeira temporada e mais alguns presentinhos), DVDs da série clássica e um case para Nintendo DS com mini-Sonic Screwdriver que todos invejaram. Após isso, cantamos parabéns para nós junto à um personalizado e sexy bolo de TARDIS. A organização do evento que encomendou, mas foi pago com a ajuda de todos que se mobilizaram com a causa, no maior estilo crowd funding. Cabe então acrescentar, a TARDIS estava bem gostosa. Todos fomos embora e a nostalgia continuou pelo Facebook. Todas as pessoas legais, todas as meninas lindas (pagaria o cinema pra cada uma de vcs, suas lindas), tudo demais! Como sempre, zero decepções. Pra quem perdeu, bem feito fica pro próximo. Allons-y e até mais!

Os relatos de Brasília e Curitiba serão adicionados posteriormente.

Universo Who

Publicações feitas por colaboradores que em algum momento fizeram parte da história deste site desde 2009, mas que não mais fazem parte do projeto.

No comments so far.

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *